diario as beiras
GeralMontemor-o-Velho

Montemor-o-Velho destruiu 488 ninhos de vespa asiática em 2023

09 de janeiro às 12h14
1 comentário(s)

A Proteção Civil de Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra, destruiu 488 ninhos de vespa asiática em 2023, mais 124 do que no ano anterior.

A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho revelou hoje à agência Lusa que, destes 488 de vespa asiática, vulgarmente identificada também por vespa velutina, 391 ninhos já foram removidos, estando ainda 97 em intervenção e monitorização.

“Verifica-se um aumento face aos ninhos intervencionados em 2022”, visto que foram destruídos 364 ninhos em 2022.

Segundo a autarquia, a zona norte do concelho de Montemor-o-Velho tem registado uma maior concentração de ninhos de vespa asiática, nomeadamente nas freguesias de Arazede, Liceia e Tentúgal.

O município deu ainda nota de que continua a promover e a incentivar, junto da população, a sinalização e identificação dos ninhos, para uma atuação mais rápida e eficaz.

A identificação ou suspeita de existência de ninhos deve ser comunicada à Proteção Civil Municipal, através do formulário de controlo da vespa velutina, disponível em http://bit.ly/vespa-mov.

A vespa velutina é uma espécie asiática que exerce uma ação destrutiva sobre as colmeias de abelhas melíferas e pode constituir perigo para a saúde pública.

Esta espécie de vespa predadora foi introduzida na Europa através do porto de Bordéus, em França, em 2004. Os primeiros indícios da sua presença em Portugal surgiram em 2011, mas a situação só se agravou a partir do final do ano seguinte.

Autoria de:

1 Comentário

  1. Ze da Gandara diz:

    E a vespa tuga que anda a fazer ninhos em MMV, não se combate?

Deixe o seu Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os requisitos obrigatórios estão identificados com (*).


Geral

Montemor-o-Velho