diario as beiras
Figueira da FozGeral

Figueira da Foz: Anabela Tabaçó bate com a porta na Ersuc em protesto

10 de abril às 07h45
0 comentário(s)

A vice-presidente da Câmara da Figueira da Foz demitiu-se da presidência da assembleia geral da Ersuc – Resíduos Sólidos do Centro, dois dias após a sua eleição.
Anabela Tabaçó saiu como forma de protesto por a empresa, fortemente endividada, ter distribuído dividendos pelos acionistas numa altura em que a entidade reguladora aplicou “aumentos brutais” nas tarifas dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), visando o aumento das receitas da concessão.
“Como é que uma empresa endividada distribui dividendos?”, indagou a vereadora da oposição Glória Pinto (PS), na reunião de câmara.
“[Numa reunião] disse que era imoral estar a entidade reguladora a dizer que temos de refletir os aumentos brutais nos munícipes e a empresa estar a distribuir dividendos”, respondeu Anabela Tabaçó (FAP), anunciando que se havia demitido da presidência da assembleia geral por aqueles motivos.
Numa reunião da Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra (CIM-RC), o presidente da Câmara da Figueira da Foz, Santana Lopes, exortou à unidade dos presentes para os municípios deixarem de pagar os aumentos.
Os outros municípios não acompanharam a posição do autarca figueirense, mas “já se arrependeram”, frisou Anabela Tabaçó.
O Município da Figueira da Foz deixou de pagar os aumentos definidos pelo regulador, tendo como finalidade o reequilíbrio financeiro da empresa, que tem como principal acionista a Mota-Engil.

Ler notícia completa na edição de hoje do DIÁRIO AS BEIRAS

Autoria de:

Deixe o seu Comentário

O seu email não vai ser publicado. Os requisitos obrigatórios estão identificados com (*).


Figueira da Foz

Geral