Opinião: Eleições europeias no horizonte

Posted by
Spread the love

A semana passada tive a honra de receber o Primeiro-Ministro indigitado, Luis Montenegro, na sede da Comissão Europeia para o seu primeiro encontro oficial com a Presidente Ursula von der Leyen.
Num momento em que se aproximam as eleições europeias ( 9 de Junho), é fundamental aprofundar o pensamento, as reflexões e o debate sobre que Europa pretendemos construir: sobre os desafios futuros que se avizinham ao nível da transição energética, da transformação digital, da melhoria de qualidade de vida das nossas populações, mas também como aumentar a competitividade da economia Europeia.
Simultaneamente, é crucial informar os nossos cidadãos sobre o desenvolvimento do projecto europeu, esclarecer as medidas e propostas legislativas que são apresentadas ou informar os nossos autarcas e empresas sobre novas oportunidades de financiamento geridas directamente pelas entidades europeias.
Sabendo que o próximo mandato do Parlamento Europeu será determinante para a evolução económica e social de Portugal, é este desafio de reflexão sobre o projecto europeu que importa aprofundar e que tenho vindo a tentar desenvolver ao longo dos últimos quatro anos através de diversos artigos que fui publicando quinzenalmente aqui no Diário ‘As Beiras’ e que podem ser consultados no livro disponível através do QR code que se encontra nesta coluna.
Pretendo assim lançar as bases para uma discussão mais aprofundada sobre o projecto europeu, sendo importante envolver cada vez mais actores económicos e sociais numa reflexão estratégica sobre o futuro da Europa. Uma reflexão que tem de envolver municípios e comunidades intermunicipais, entidades não governamentais, empresas publicas e privadas, mas também académicos e think tanks num esforço nacional de pensamento estratégico sobre o futuro do projecto europeu.
Chegou o momento de todos contribuirmos e dizermos presente.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.