Académica: “Só podemos estar otimistas para o que aí vem”

Spread the love

DB – Ana Catarina Ferreira

À entrada para a Escola Secundária Infanta D. Maria, em Coimbra, Hugo Seco admitiu ontem aos jornalistas que há muita vontade de vencer no grupo de trabalho. O plantel acredita que vai dar a volta à situação.

“Nesta fase o que queríamos era ter nove pontos. Queremos muito ganhar este jogo como queríamos ter ganho os anteriores. Por nós, por todos os que nos apoiam, e para retribuir todo o apoio”, justificou o extremo de 35 anos.

Seco recorda que no último jogo “todos falavam o quanto queriam ganhar para retribuir o apoio” que a equipa tem tido por parte dos adeptos.

Apesar de o objetivo não ter sido alcançado, o jogador acredita que não há razões para preocupações: “Só podemos estar otimistas para o que aí vem. Porque temos praticado um bom futebol, há união e qualidade no grupo”.

A Académica já passou por uma fase semelhante na 1.ª fase e deu a volta por cima, arrancando para uma reta final que a levou à liderança da Série B.

“Tivemos um bom exemplo na 1.ª fase. Também tivemos resultados menos positivos e conseguimos dar a volta. E podemos agarrar-nos a isso para dar a volta”, diz Hugo Seco. O extremo alerta, no entanto, para o que deve ser evitado. “O que não pode acontecer é pensar que, mais jogo menos jogo vamos dar a volta sem fazer nada por isso. Mas penso que não é o caso. Todos querem ajudar a dar a volta”, garante.

Ler notícia completa na edição de hoje do DIÁRIO AS BEIRAS 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.