Encontro debate em Pampilhosa da Serra o potencial da observação do céu e da terra para os territórios

Posted by
Spread the love

Arquivo CM Pampilhosa da Serra/Miguel Claro

Na próxima quarta-feira, 7 de fevereiro, o Auditório Municipal de Pampilhosa da Serra acolhe a segunda sessão da iniciativa “Observação da Terra para os Municípios” da Agência Espacial Portuguesa. Depois da estreia a Norte, em novembro de 2023, este projeto vai chegar agora à região Centro promovendo um dia de conversas, debates e apresentações de casos práticos sobre a utilização de dados de satélite. A sessão integra as comemorações do 10.º aniversário da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, uma das entidades que apoia esta iniciativa, assim como o seu Centro de Competências para a Informação Geoespacial (CGEO) e a Câmara Municipal (CM) de Pampilhosa da Serra.
“A realização deste encontro aqui tem muita importância, porque colocamos todos os agentes, nacionais e locais, a debater os assuntos que dizem respeito ao céu e à terra. Percebemos a panóplia de ferramentas que existem e este encontro faz-nos abrir horizontes e pensar no que poderemos fazer”, assumiu, em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, o presidente da CM Pampilhosa da Serra, Jorge Custódio.
Recordando o potencial do município, que já integra a rede “Dark Sky Aldeias do Xisto- Destino Turístico Starlight” e que conta com um Observatório Espacial, o autarca não tem dúvidas: “A Pampilhosa da Serra é o melhor território da região de Coimbra para observação do céu”. Esta observação, relembrou, “faz-se nos dois sentidos”, envolvendo “o céu e a terra”.

Vários temas em debate
O encontro começa às 10H00. A sessão de boas-vindas conta com as intervenções do autarca anfitrião, Jorge Custódio, do presidente da CIM Região de Coimbra, Emílio Torrão, e do presidente da Agência Espacial Portuguesa, Ricardo Conde. O primeiro painel é centrado no papel da “Observação da Terra nos municípios”, abarcando várias temáticas, como o programa Copernicus, as cidades inteligentes ou os desafios do uso das imagens de satélite.
À tarde, destaca-se a mesa-redonda “A Inovação nos Municípios: acesso aos dados e novas aplicações”, onde estarão presentes representantes de instituições autárquicas da região Centro, mas, também, da academia e do setor privado e administração pública central, à qual se seguirá um fórum de discussão com a audiência. O encerramento acontece por volta das 16H30.
O encontro potencia a Pampilhosa da Serra “como um local propício para atividades relacionadas com a exploração espacial e a pesquisa científica”, considerou o autarca. O concelho tem trabalhado nesse sentido, sendo prova disso a execução do projeto Pampilhosa Business Center, um “espaço de coworking na vila de Pampilhosa da Serra direcionado para este setor, que se prevê concluído em 2025”, frisou Jorge Custódio.

Sessão “impulsionadora”
O secretário executivo da CIM Região de Coimbra, Jorge Brito, sublinhou que o “recurso a esta informação e tecnologias baseadas no espaço, com recurso a dados precisos, aliados a áreas de investigação e desenvolvimento de métodos apropriados” é “cada vez mais essencial no momento da tomada de decisão, seja em operações de planeamento e ordenamento do território seja em operações em cenários de crise, como por exemplo os incêndios florestais”, apontou. Jorge Brito espera que a sessão seja “impulsionadora” para “que, cada vez mais, o recurso à utilização dos dados de satélite pelos municípios seja uma realidade”, contribuindo para o desenvolvimento de toda a região.

Pode ler a notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.