Universidade de Coimbra obtém 300 mil euros para investigar condição hereditária nos olhos

Posted by
Spread the love

FOTO DR

Investigadores do Coimbra Institute for Clinical and Biomedical Research (iCBR) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) conquistaram 300 mil euros para desenvolver um tratamento de uma doença hereditária da retina, revelou esta instituição de ensino superior.

Trata-se do valor atribuído mais alto das cinco edições da bolsa EURETINA – Sociedade Europeia de Especialistas em Retina.

O investigador João Pedro Marques e o coinvestigador Henrique Alves lideram o projeto ‘EYS on gene editing for retinitis pigmentosa 25’, galardoado no 23.º congresso EURETINA que este ano teve lugar em Amesterdão, nos Países Baixos.

De acordo com a UC, este prémio vai permitir contratar mais dois investigadores e investir em tecnologia de ponta capaz de conduzir a pesquisa, dando mais um passo para a cura da condição que afeta muitos portugueses, que correm o risco de cegueira.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.