Reitor duvida da sobrevivência das três instituições de ensino superior daqui a 10 anos

Spread the love

DB-Ana Catarina Ferreira

O reitor da Universidade de Coimbra (UC), Amílcar Falcão assumiu ontem, na cerimónia do Dia da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, que não imagina que a cidade mantenha três instituições de ensino superior daqui a uma década.
Com o presidente do Instituto Politécnico de Coimbra, Jorge Conde, e o presidente da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, Fernando Amaral, também presentes na cerimónia, Amílcar Falcão revelou que ia falar “pela primeira vez publicamente” sobre o futuro das instituições de ensino superior e não teceu uma opinião muito positiva.
“Seguramente daqui a 10 anos Coimbra não aguentará três instituições de ensino superior”, disparou.

Decisão não será tomada com esta reitoria
O reitor da UC, que estará no cargo até 2027, revelou que “não será no seu tempo de reitor” que a decisão será tomada, frisando também que é inevitável que a “universidade continuará em Coimbra”!
Amílcar Falcão esclareceu que os timings têm que ser bons para que sejam passos firmes.
“Nós podemos ter boas ideias, mas há timings para fazer as coisas. O timing distingue os bons dos maus projetos”, disse.
As condições em que este processo decorra são o principal fator para o reitor da UC.

Notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS assinaturas@asbeiras.pt

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.