Suspeito de ataque no Centro Ismaili é de nacionalidade afegã e vítimas são portuguesas

Posted by

O presumível autor do ataque hoje ao Centro Ismaili, em Lisboa, é de nacionalidade afegã, enquanto as duas mulheres mortas pelo alegado suspeito são de nacionalidade portuguesa, disse à agência Lusa fonte policial.

As vítimas, na casa dos 20 e dos 40 anos, estavam no interior do Centro Ismaili, na Avenida Lusíada, quando um homem entrou no espaço com uma arma branca.

Em comunicado, a PSP deu conta de que o ataque ocorreu pelas 11:00 e que foi levado a cabo por “um homem armado com uma faca de grandes dimensões”, tendo a PSP disparado sobre o suspeito, o qual se encontra no Hospital de São José, em Lisboa.

De acordo com um comunicado da direção nacional da PSP, o ataque “com arma branca” no centro ismaelita foi comunicado à polícia às 10:57, tendo os primeiros agentes que responderam à ocorrência chegado ao local um minuto depois.

“Os polícias depararam-se com um homem armado com uma faca de grandes dimensões. Foram dadas ordens ao atacante para que cessasse o ataque, ao que o mesmo desobedeceu, avançando na direção dos polícias, com a faca na mão”, revelou a PSP, acrescentando que, face a esta “ameaça grave”, os agentes dispararam contra o atacante, “atingindo e neutralizando o agressor”.

Num comunicado enviado à Lusa, o presidente do Conselho Nacional da Comunidade Muçulmana Ismaili, Rahim Firozali, revelou que o ataque ocorreu quando decorriam aulas e outras atividades no Centro Ismaili, mas disse desconhecer as motivações do homem que entrou nas instalações do centro armado com um objeto cortante.

Neste momento, estão a decorrer investigações por parte da Polícia Judiciária.

O agressor foi transportado ao Hospital de São José (Lisboa), onde está a ser tratado aos ferimentos provocados pela intervenção da PSP.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) contactada pela Lusa disse que o alerta foi dado às 10:53: “Há dois mortos a registar e dois feridos graves, um dos quais foi encaminhado para o Hospital de São José e outro, por meios próprios, para o Hospital de Santa Maria.”

Por seu turno, fonte do Centro Hospitalar Lisboa Norte confirmou que o Hospital de Santa Maria recebeu na urgência um homem que chegou por meios próprios à unidade. A vítima está “na casa dos 30 anos” e tem “ferimentos ligeiros no peito”, após ter sido esfaqueado.

Na nota divulgada ao final da manhã, a PSP apelou à serenidade e tranquilidade dos cidadãos, salientando que foram “mobilizado os efetivos necessários para a implementação das medidas de segurança adequadas e urgentes”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.