Multas de trânsito aumentaram 4% em 2022 num total de 1,1 milhões

Posted by
Spread the love

 

Cerca de 1,1 milhões de multas de trânsito foram aplicadas até novembro de 2022, um aumento de 4% face a 2021, sendo as de excesso de velocidade e de álcool as que mais subiram, anunciou hoje a Segurança Rodoviária.

O relatório de sinistralidade e fiscalização rodoviária da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) referente a novembro de 2022 e hoje divulgado revela que foram fiscalizados, nos onze primeiros meses do ano passado, 118,2 milhões de veículos, que resultaram na deteção de 1,1 milhão de infrações por parte das autoridades, o que representa um acréscimo de 4% face a 2021.

Para este aumento de infrações contribuiu o sistema de radares de controlo de velocidade gerido pela ANSR, que detetou 400.141 infrações entre janeiro e novembro, um aumento de 20,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Segundo a ANSR, no total foram registadas 744.219 infrações por excesso de velocidade até novembro, mais 18,5%, mas a condução sob efeito de álcool foi a contraordenação que evidenciou o aumento mais expressivo (+32,9%), ao serem detetadas 27.390.

A Segurança Rodoviária justifica este aumento das multas por álcool ao volante “em grande medida como consequência da queda acentuada do ano anterior”.

No ano passado, verificou-se igualmente uma subida ligeira das infrações por falta de seguro (+2,5%), num total de 15.503.

Em relação à criminalidade rodoviária, medida em número total de detenções, a ANSR indica que aumentou 22,7% no período de janeiro a novembro de 2022 por comparação com 2021, atingindo 28,4 mil condutores, devendo-se em 54,7% à condução sob o efeito do álcool e falta de habilitação legal para conduzir (33,8%).

O relatório refere também que o número de condutores que perderam pontos na carta de condução foi de 517,2 mil até final de novembro de 2022, tendo ficado sem o título de condução, desde a entrada em vigor do sistema de carta por pontos, em junho de 2016, um total de 2.363 condutores.

O relatório de sinistralidade e fiscalização rodoviária da ANSR referente a novembro de 2022 indica ainda que entre janeiro e novembro de 2022 se registaram 31.600 acidentes com vítimas, que provocaram 430 mortos, 2.260 feridos graves e 37.006 feridos ligeiros.

Em relação a 2019, ano que a Comissão Europeia considera como o ano base de referência para efeitos da avaliação da evolução da sinistralidade rodoviária durante a presente década, critério que também foi adotado em Portugal, registaram-se menos 2.518 acidentes (-7,4%), menos 50 vítimas mortais (-10,4%), menos 83 feridos graves (-3,5%) e menos 4.206 feridos ligeiros (-10,2%).

A ANSR acrescenta que, face ao período homólogo de 2021, ano em que ainda se verificaram quebras na circulação rodoviária face a 2019, num contexto de pandemia, observaram-se aumentos em todos os principais indicadores: mais 3.702 acidentes (+14,0%), mais 63 vítimas mortais (+17,6%), mais 171 feridos graves (+8,9%) e mais 4.458 feridos ligeiros (+14,4%).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.