Região de Coimbra Empreende+ atribuiu bolsas de apoio ao empreendedorismo jovem

Posted by
Spread the love

DR

Seis jovens da Região de Coimbra vão receber uma bolsa de apoio mensal, durante meio ano, para estimular o lançamento de projetos de empreendedorismo qualificado e criativo, no âmbito de um projeto que premeia as melhores ideias de negócio.

Promovido pela Incubadora do Instituto Pedro Nunes (IPN-Incubadora) e pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC), o projeto “Região de Coimbra Empreende+” destina-se a jovens empreendedores, sem rendimentos, com idades entre os 23 e os 40 anos, que desenvolvam uma iniciativa empresarial.

Na sua primeira edição, que contou com 17 candidaturas, foram atribuídas seis bolsas para estimular o lançamento de projetos de empreendedorismo qualificado e criativo, assegurando a sua manutenção, durante os primeiros meses.

ACASO by Rita, Jacinto de Água, UMBILICUS, Azulejo Digital, Luxifer, HaPILLness foram os projetos selecionados, neste programa que premeia as melhores ideias de negócio, com bolsas de 700, 950 ou 1.200 euros mensais, em função do grau académico, por um período de seis meses.

Sara Raquel Nunes, promotora do projeto ‘HaPILLness’, uma iniciativa que redefine o conceito de doseamento oral de medicamentos a animais através da produção de gomas medicamentosas para o doseamento de substâncias, considerou que a bolsa constitui “uma oportunidade para a validação adicional de requisitos técnicos core para o futuro desenvolvimento do produto e respetiva valorização comercial”.

Já Rita Sousa, criadora do projeto ‘ACASO by Rita’, uma boutique de moda ‘online’ com serviços de assessoria de moda e aconselhamento, apontou que a bolsa vai permitir-lhe “avançar mais rapidamente” na prossecução dos seus objetivos.

Também para Isabel Boavida, mentora do projeto Azulejo Digital, um serviço de criação de painéis informativos inteligentes e sustentáveis para a promoção patrimonial, evidenciou que a bolsa “constitui um importante contributo nesta etapa inicial em que a ideia de negócio ainda está a entrar no mercado”.

“Garante a subsistência do promotor numa fase em que tem que se dedicar a tarefas das quais ainda não retira rendimento”, acrescentou.

Por sua vez, João Cardoso, promotor do projeto Luxifer, dedicado ao desenvolvimento de controladores inteligentes que permitam o controlo e a monitorização remota de cada luminária, indicou que a bolsa irá ajudar na aquisição de material necessário à conceção dos controladores.

Vai auxiliar ainda na “subscrição de software que possa ser necessário adicionar para melhorar a resposta a um sistema evolutivo como este projeto”.

“É uma oportunidade para todos aqueles que acreditam no potencial das artes enquanto pilar de desenvolvimento estratégico do nosso território”, disse também a mentora da UMBILICUS, uma produtora cultural especializada em mediação comunitária.

O projeto “Região de Coimbra Empreende+”, que tem por objetivo estimular e capacitar o espírito empreendedor na região, bem como constituir uma rede de agentes locais que fomentem a criação de empresas e o seu estabelecimento no território, é cofinanciado pelo Fundo Social Europeu, no âmbito do PT2020 e do CENTRO 2020.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.