Pediatra de Coimbra recebe bolsa de investigação da CUF

A CUF atribuiu, ontem cinco bolsas de doutoramento em Medicina no valor de 100 mil euros. Joana Serra Caetano, pediatra no Hospital CUF Coimbra, com o projeto “Vesículas extracelulares na urina: biomarcadores não-invasivos da função das células beta na diabetes em idade pediátrica”, foi uma das cinco premiadas.
As bolsas da sétima edição da iniciativa foram entregues ontem, no Centro do Conhecimento do Hospital CUF Descobertas, no âmbito das “Primeiras Jornadas de Investigação Clínica CUF”, um evento que “dá a conhecer o contributo da CUF para a realização de investigação clínica nos seus diferentes hospitais e clínicas, com a apresentação de resumos de ensaios clínicos, estudos observacionais e trabalhos científicos realizados com bolsas atribuídas pela CUF”, refere um comunicado divulgado pela instituição.

Abordagem do projeto de Joana Serra Caetano
Na apresentação dos cinco projetos vencedores, o comunicado da CUF faz uma breve descrição do projeto da pediatra de Coimbra, Joana Serra Caetano.
“Um dos maiores desafios na abordagem da Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1) é a sua identificação numa fase precoce, antes da destruição das células beta pancreáticas, responsáveis pela produção de insulina, ser superior a 70%. Neste contexto, este projecto pretende identificar, de forma não invasiva, o início do declínio da função das células beta pancreáticas, através da caraterização de vesículas extracelulares naurina em crianças e jovens com diabetes”, revela a comunicação.
Esta investigação pode proporcionar uma janela de oportunidade para a utilização de terapias. “Prevê-se que a definição deste biomarcador permita identificar uma janela de oportunidade para a utilização de terapêuticas, quer de preservação da função pancreática, já existentes, quer, futuramente, de tratamentos capazes de restaurar essa função, alcançando a cura da DM1”, destaca a CUF.

34 bolsas desde 2014
Desde que foram criadas, em 2014, a CUF já atribuiu 34 “Bolsas de Doutoramento em Medicina”, no valor global de 680 mil euros, a profissionais de saúde que trabalham na rede CUF e que estão a realizar programas de doutoramento em escolas de medicina nacionais.
“Este investimento representa a contínua aposta da CUF no progresso da Medicina e da Ciência no país, encarando o apoio à participação de profissionais de saúde em atividades de investigação e a cooperação com instituições universitárias como uma prioridade estratégica para o desenvolvimento do conhecimento e consequente melhoria da prestação de cuidados de saúde à população”, assumiu o presidente da comissão executiva da CUF, Rui Diniz.
Acidente Vascular Cerebral, Doença Respiratória Aguda, Carcinoma Tubo-Ovárico, Síndrome de Conflito Femoroacetabular e Diabetes Mellitus tipo 1 são o foco dos cinco projetos de investigação selecionados para a atribuição das Bolsas de Doutoramento em Medicina da CUF.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.