Nomeação para Óscares é reconhecimento para “parente pobre” do cinema português – Regina Pessoa

Posted by

A realizadora Regina Pessoa afirmou hoje que a nomeação do filme “Ice Merchants”, de João Gonzalez, para os Óscares, representa um reconhecimento do cinema de animação, que tem sido “o parente pobre” do cinema português.

“É fabuloso, a animação tem sido sempre vista no cinema português como o parente pobre. Apesar de ter tido sempre até melhores resultados do que o cinema de imagem real sempre houve uma desconsideração pelo cinema de animação”, afirmou a realizadora à agência Lusa.

Pela primeira vez, há um filme de produção portuguesa a integrar os nomeados para os prémios de cinema Óscares, com “Ice Merchants”, realizado por João Gonzalez, candidato ao prémio de Melhor Curta-metragem de Animação.

Regina Pessoa já tinha estado entre os finalistas a uma nomeação para os Óscares com as curtas-metragens “História Trágica com Final Feliz” (2005) e “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” (2019), mas nunca chegou a ser nomeada.

“Uma nomeação tem muito impacto mediático, sobretudo em Portugal. É o primeiro filme nomeado e o que esperamos é que esse respeito que a animação merece e precisa, que o público em geral e as autoridades do cinema em particular comecem a ver a animação com outros olhos. Não é para crianças. É um meio como qualquer outro do cinema”, disse.

Regina Pessoa fala num “trabalho longo” de várias décadas em nome do cinema de animação.

“Posso dizer que somos uma equipa, todas estas gerações, trabalhamos para o mesmo resultado e é um consolidar deste formato e finalmente temos um filme nomeado”, afirmou.

A cerimónia da 95.ª edição dos Óscares está marcada para 12 de março.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.