Ciclismo: Figueira da Foz recebe clássica inédita

Posted by

Foto de Pedro Agostinho Cruz

A Figueira da Foz recebe, no dia 12 de fevereiro próximo, a primeira prova clássica internacional de ciclismo realizada em Portugal, com equipas de topo mundial e nacional, seis delas da elite internacional Worldtour. O ciclista figueirense profissional Afonso Eulálio é dos atletas participantes.
A Figueira Champions Classic/Casino Figueira, com o selo da União Ciclista Internacional, foi captada pela autarquia figueirense, que coorganiza em parceria com o Clube Desportivo Fullracing. A edição deste ano conta com 18 equipas.
No dia 11, vão para a estrada ciclistas amadores, numa prova de granfondo, intitulada “Champions Day”, para a qual já estão inscritos 1200. Entretanto, as inscrições continuam, na página da Figueira Champions Classic/Casino Figueira na internet.
Os últimos 30 quilómetros da Figueira Champions Classic/Casino Figueira serão os mais duros, e não é coincidência serem transmitidos pela cadeia de televisão internacional Eurosport. A Serra da Boa Viagem e o Cabo Mondego sãos dois dos mais desafiantes troços da prova, ao mesmo tempo que se afirmam como paisagens em destaque.
A apresentação da prova foi feita, ontem, no Casino Figueira, o principal patrocinador, tendo o administrador, Fernando Matos, como anfitrião. A prova, frisou Carlos Pereira, do Clube Desportivo Fullracing, “dignifica o ciclismo, Portugal e a Figueira da Foz”. E acrescentou que “é um passo de gigante” para o nome da Figueira da Foz, a nível mundial.

Uma “montra” para o mundo

Fernando Matos, por seu lado, destacou que, com a prova internacional de ciclismo, “a Figueira da Foz tem aqui uma grande montra” para mostrar ao mundo. O gestor destacou, ainda, que o Casino Figueira aderiu ao evento numa ação de “cidadania empresarial”, por ser “um evento muito importante” para o concelho.
A Turismo Centro de Portugal esteve representada por Carlos de Figueiredo. “Esperamos que a prova seja replicada, daqui para a frente”, frisou. O contrato, de resto, prevê a realização de três edições.
O vereador Manuel Domingues garantiu que só um fator imponderável grave impedirá que em 2024 e em 2025 a Figueira da Foz volte a estar nas bocas e nos olhos do mundo. “A prova é de todos os figueirenses, e é por isso que percorrerá todas as freguesias”, destacou o autarca.
Entretanto, o grupo de trabalho da autarquia figueirense dedicado à organização da prova criou uma aplicação com código QR sobre o percurso, com cerca de 190 quilómetros, percorridos pelas 14 freguesias do concelho, e outras informações úteis.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.