Resgatados 15 cães a viver em condições chocantes

Posted by
Spread the love

Alertada por denúncias, que davam conta de uma situação grave de maus tratos a animais, elementos da associação de proteção animal Condeixa Pa’tudos, acompanhados por agentes da PSP de Coimbra e com o conhecimento e parceria do Canil Municipal de Coimbra, dirigiram-se a uma casa devoluta na rua das Flores, na Alta de Coimbra, de onde resgataram 15 cães.

Dentro da casa, que aparentemente está ilegalmente ocupada por pessoas sem-abrigo, os voluntários da associação encontraram 15 cães a viver “numa chocante situação de insalubridade”, referiu Olga Ruth, presidente da associação Condeixa Pa’tudos.

Na casa, a presidente e os voluntários da associação encontraram 15 cães que viviam sobre o lixo, amontoado no chão e em sacos, e sobre as suas próprias fezes, pois o chão das várias divisões da habitação estava totalmente coberto pelos excrementos dos animais. “Havia muita sujidade e o cheiro era nauseabundo”, referiu a responsável, contando que “numa divisão fechada estava uma cadela com três crias, que tinham cerca de um mês”.

Uma vez que estavam presentes os agentes do Comando Distrital de Coimbra, “cuja disponibilidade e preocupação com o bem-estar dos animais foram inexcedíveis, os animais foram retirados e será instaurado o respetivo processo”, acrescentou Olga Ruth.

Cinco dos animais foram entregues ao Canil Municipal de Coimbra e os outros 10 ficaram ao cuidado da associação Condeixa Pa’tudos.

Olga Ruth admite que na casa poderiam estar mais alguns cães, que terão fugido depois de serem soltos pelas pessoas da casa, que se aperceberam da presença das autoridades.

Agora, o estado de saúde dos animais vai ser avaliado nas clinicas parceiras da associação e, mais tarde, deverão ser integrados nas campanhas de adoção. Dada a parceria com o Canil Municipal de Coimbra, a associação contará com o apoio dos serviços municipais na colocação do chip, vacinação e esterilização destes cães resgatados.

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.