Portugal: Vingança e “oitavos” sem calculadora

Foto de Seleções de Portugal

Portugal está nos oitavos-de-final do Mundial 2022, à 2.ª jornada, depois de derrotar ontem o Uruguai por 2-0. A equipa das “Quinas” vingou a eliminação de 2018 (frente ao Uruguai) e carimbou o passaporte para a próxima fase sem precisar de fazer contas na última jornada.
O selecionador português, Fernando Santos, promoveu três alterações relativamente ao onze que venceu o Gana (3-2). Na defesa, Nuno Mendes entrou para o lugar de Raphaël Guerreiro e Pepe substituiu Danilo, que se lesionou num treino. No meio campo, William Carvalho preenceu a vaga do lesionado Otávio.
O desafio iniciou-se em modo xadrez. A estratégia imperava e os espaços para criar situações de perigo eram escassos. Portugal com mais bola e um Uruguai matreiro que tentava explorar alguns erros que pudessem surgir do lado luso. Só uma jogada de génio podia desbloquear o nulo.
E foi através de uma jogada individual que surgiu a grande oportunidade da 1.ª metade. Bentancurt galgou terreno e isolado rematou para uma grande mancha de Diogo Costa. Foi a redenção do guardião que no último jogo apanhou um grande susto depois de cometer um erro.
Na 2.ª parte, Portugal voltou a entrar com mais bola e até foi com relativa naturalidade que o primeiro golo surgiu. Bruno Fernandes fez um cruzamento em arco e a bola encaminhou-se para o fundo das redes. Ainda tinha dado a sensação de que teria sido Cristiano Ronaldo mas a Fifa atribuiu o tento a Bruno Fernandes.
O golo “picou” a seleção “azul celeste”, que subiu no terreno, tendo duas oportunidades para restabelecer a igualdade. Uma delas foi ao poste e a outra para mais uma grande defesa de Diogo Costa.
O Uruguai não aproveitou e Bruno Fernandes voltou a estar em destaque. O médio ganhou um penalti e converteu-o para manter Portugal em 1.º lugar e com os “oitavos” no bolso.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.