Opinião – Isto sim… é uma reflexão. Livra!

Posted by

A pouco tempo da entrada em campo da equipa de futebol de Portugal e após ter sido constantemente bombardeado com as notícias da selecção e do seu primeiro, Cristiano Ronaldo, arrisco escrever, também reflectir sobre questões mais importantes para Portugal. Será?
Claro que também desejo que hoje vença e já agora também a final. Se tal não acontecer, espero que as famílias não se agridam das mais variadas formas, e percebam que um jogo é um jogo, vários jogos são isso mesmo, e mantenham a serenidade.
Penso que as autoridades vigiarão as estradas, dado que, mesmo sem festa o álcool faz parte do dia a dia, agora com festa da grossa as bebedeiras serão mais do que muitas.
Como nunca vi o Cristiano Ronaldo ao vivo e a cores, seja a jogar como a fazer outra coisa qualquer, tive a esperança, confesso, que o “ocupa da casa cor de rosa” tivesse pegado no telemóvel e me tivesse convidado. Anda daí pah!
Pronto. Fica para a próxima. Mas quero ficar longe dos holofotes, não vá alguém fazer confusões e pergunte; “quem é o gajo que está ao lado do Santarino”? E isso não quero arriscar, porque o pulso está gasto e cansado. Nem tão pouco quero cá “selfies”. Não vá alguém contratar-me para fazer publicidade a bebidas energéticas! Sim. Porque publicidade falsa, é crime!
Ora, passada que está esta fase de delírio – também tenho direito ao meu “bocado” de fama, 2 minutos talvez – vale a pena constatar que Portugal vive hoje um clima de calma e prosperidade como nunca tinha acontecido.
Aliás, se viajarmos de norte a sul do país – agora mais a norte do que a sul – nenhum facto tem obtido a minha e nossa reprovação.
Há por aí uma malta a “meter a mão na massa”, mas, como dizem que é hábito e a procissão ainda vai no adro, muitas histórias que andam por aí, mesmo “por aí”, aparecerão e a caldeirada passa a ficar intragável.
Mas ninguém tem de se queixar porque temos uma Assembleia da República muito preocupada com o Orçamento Geral do Estado – o que se percebe à vista desarmada, dado que a sua discussão é mais vista e acompanhada pelos cidadãos do que as telenovelas que passam nas várias televisões – , não existem problemas de escravatura lá mais para sul, digamos talvez, um sul intermédio; o ex-presidiário condenado e que já expiou a pena, voltou à ribalta; a malta arranha-se toda para ir às urgências com uma unha encravada, dando cabo do trabalho que médicos e enfermeiros deveriam fazer; as ambulâncias estão paradas – mais vale paradas, dizem, porque assim não gastam gasóleo e o Povo poupa -; a chuva tão querida antes, agora é uma desgraça e está a dar cabo das culturas – mas afinal querem chuva, ou não?
Vamos todos torcer para que a selecção de todos nós vença. Porque se assim não for, até as criancinhas ficam sem prendas de Natal!
Esquece-se o Senhor, esquece-se a família, esquece-se o respeito, a amizade a solidariedade de todo um ano, porque quem nos deveria “encharcar” de felicidade, falhou!
Está tudo na ponta da bota de um, ou de vários!
Vamos ganhar, claro!
Mas se por acaso Portugal perder, o “ocupa” já disse que se “fecha em copas”, anda de carro de rolamentos no quintal, vai à fruta ao vizinho – deve ter, não deve? – apara as sebes com um corta-unhas para demorar mais tempo e poupa-nos aos seus longos e aborrecidos discursos!
Ah, e se quiser, convide o Marques Mendes para companhia! Isso sim…era assunto!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.