Flávio Silva: um lousanense na cozinha das seleções nacionais

Posted by

A mesa das seleções nacionais portuguesas tem um toque lousanense. Flávio Silva vive há 16 anos na vila da Lousã e é, atualmente, o chef oficial da seleção nacional sub-21, seleção feminina A e, sempre que solicitado, presta apoio à Seleção Nacional A.
Desde 2018 que o chef, natural do concelho de Pombal, integra as comitivas nacionais e cozinha para os mais diversos atletas que têm a oportunidade de vestir a camisola das quinas. Já esteve presente, em 2018, na fase final do Mundial da Rússia, a auxiliar, na altura, o chef Luís Lavrador, com a seleção nacional A. Esteve também no apuramento para o Europeu 2020 com a seleção sub-21 e no ano a seguir, com a mesma seleção, na fase final que se disputou na Eslovénia. Com a seleção feminina A, esteve no apuramento para o campeonato da Europa e, também, na fase final do Europeu 2021 em Inglaterra.

Ser chef na FPF “tem sido gratificantes e intenso”
Chef de cozinha da Federação Portuguesa de Futebol impressiona ao confecionar os tradicionais sabores portugueses em territórios europeus e internacionais, oferecendo aos atletas a componente nutricional necessária ao seu alto rendimento desportivo.
“Tem sido uma experiência muito gratificante acompanhar as seleções numa dinâmica muito intensa onde há uma forte união e um respeito muito grande pelo meu trabalho”, afirmou o chef. “Como costumamos dizer somos uma família e é nessa dinâmica que trabalhamos”, acrescentou.
Flávio Silva contou ao DIÁRIO AS BEIRAS que gosta de futebol mas gosta ainda mais de cozinha e de conhecer a forma de trabalhar de outros hotéis e restaurantes pelo mundo fora. “Quando aceitei este desafio foi com o objetivo de conhecer outros países e a sua gastronomia. Esta é uma forma de aprender e de me desafiar”, afirmou.
Segundo o chef, desenvolver os pratos portugueses noutros países “é um desafio enorme e é nessas alturas que percebemos a vantagem que temos em sermos portugueses e da nossa cozinha”.

Alimentos nacionais são importantes para os atletas
Em deslocações para o estrangeiro, Flávio Silva faz questão de levar consigo alguns produtos nacionais como o sal e o azeite português, a massa para a canja e o bacalhau. “Quando se está vários dias longe do país, sempre com as mesmas rotinas, ter uma alimentação que nos traga um pouco do sabor de Portugal acaba por ser uma festa e traz algum conforto”, disse o chef. “A alimentação mexe com o ânimo dos jogadores e nós queremos que eles estejam felizes”, contou.
Flávio Silva admite que cozinhar para as gerações mais novas é diferente daquilo que era. “Os atletas agora têm outra forma de olhar para a alimentação. Abacate, sementes ou papas de aveia são alimentos que constam das refeições dos jogadores”.
O chef é formado pela Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, tem especialização em chocolataria e mestrado internacional em Culinária Profissional. Vai estar de 14 a 18 de novembro no apoio ao estágio da Seleção Nacional AA antes de a comitiva embarcar rumo ao Mundial do Catar.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.