Apostador de Coja ganhou 500 mil euros em raspadinha “Feliz Natal”

Posted by

DR

Um homem apostador de raspadinhas, residente em Coja, Arganil, ganhou na passada sexta-feira um prémio de 500 mil euros, o mais elevado deste jogo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
Trata-se da raspadinha “Feliz Natal”, lançada já há alguns anos nesta época do ano, mas que tinha, até 2020, um teto máximo de 100 mil euros. No ano passado a Santa Casa resolveu elevar a quantia “Feliz Natal” para 500 mil euros, o mesmo valor da raspadinha “Milionário”.

Mão cheia de raspadinhas 500 mil já premiadas
Ambas já sairam algumas vezes em 2021 e 2022, em Fátima, Gondomar, Guimarães ou Barcelos, tendo resultado, neste último caso, num processo em tribunal, uma vez que a Santa Casa se recusa a pagar o prémio porque o cartão foi rasgado, num ato irrefletido da funcionária do quiosque, após ter validado o prémio.
Desta vez, em Coja tudo correu bem para o apostador, com cerca de 60 anos de idade, que comprou a raspadinha por volta das 11H30 da passada sexta-feira.
Jorge Calinas, mediador do jogo da Santa Casa em Coja há 40 anos na Tabacaria Victocalis, disse ao DIÁRIO AS BEIRAS que “o apostador verificou logo no momento, ainda dentro do estabelecimento, que tinha ganho, e foi uma festa para todos nós”.
Explica que é um residente na terra, de bom relacionamento social, mas não adianta mais informações atendendo ao dever de discrição a que está sujeito como mediador de jogo.
O café/tabacaria Victocalis tem ainda as valência de supermercado e alojamento, afirmando-se como “um dos pilares do comércio local de Coja”, afirma Jorge Calinas.
Ao longo das décadas como agente de jogo já foi testemunha de várias apostas ganhas, incluindo “um prémio do Euromilhões com um milhão de euros atribuído em 2006, também na época do Natal”, recorda. Para além disso já vendeu várias raspadinhas com valores de prémio entre cinco mil e 25 mil euros.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.