Orçamento da Festa das Latas é mais elevado

Posted by

FOTO DB/PEDRO RAMOS

Três anos depois, a Festa das Latas e Imposição de Insígnias está de regresso “e nos moldes normais”. Para além das noites de espetáculos, que decorrem entre 5 e 9 de outubro na Praça da Canção, a Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/ AAC) introduziu alguns aspetos diferenciadores em relação à última edição realizada em outubro de 2019. Em primeiro lugar, a organização do Sarau Académico em conjunto com uma Feira Cultural nos jardins da AAC.

“Naquele espaço, existirão barracas com as secções culturais e organismos autónomos para que os estudantes possam tomar contacto com as secções da casa”, afirmou Rodrigo Marques. Também nos jardins da AAC terá lugar a “Revolta do Grelo”, que se realizará logo depois da Serenata no Largo da Sé Nova.

Em relação às noites do Praça da Canção, a aposta foi “num cartaz diversificado” e onde constam dois nomes internacionais. Uma aposta da organização que, de acordo com o coordenador, acabou por não se traduzir no aumento da despesa. “Tivemos o cuidado de fazer um equilíbrio (financeiro) entre artistas nacionais e internacionais. A diferença (de preços) não é muito grande”, referiu.

Apesar desse cuidado, o orçamento da festa de 2022 teve, obrigatoriamente, de subir. O aumento dos custos, devido à inflação, acabou por ser natural, com Rodrigo Marques a não querer, para já, falar em valores. “De maio, altura em que se realizou a Queima das Fitas, para agora (outubro) notou-se em alguns fornecedores um aumento dos custos da ordem dos 30 a 35 por cento. Naturalmente, e como é previsível, o orçamento desta Festa das Latas será mais elevado do que em 2019”, disse.

Sustentabilidade e contestação

A sustentabilidade continua a ser um dos objetivos desta festa estudantil. Para além dos copos reutilizáveis e do apelo para que os estudantes não furtem os carros de supermercado para o dia do cortejo, o presidente da DG/AAC, João Pedro Caseiro, realçou ainda a parceria com a empresa The Loop.

O acordo prevê que a tecnológica conimbricense forneça a tecnologia de credenciação da festa, incentive os estudantes a entregarem as suas calculadoras gráficas para, depois de recondicionadas, sejam vendidas a preços mais convidativos aos alunos e patrocine a noite de sábado na Praça da Canção.

Sobre a intervenção política desta festa, João Pedro Caseiro referiu que a mensagem no cortejo e nas barracas passe por uma “maior valorização dos diplomados”. O dirigente estudantil recordou que na última década os diplomados tenham visto estagnar os seus rendimentos, levando à “fuga de cérebros” para outros países. “Queremos que seja feito um esforço para valorizar os diplomados através da criação de incentivos à contratação de pessoal mais qualificado”, referiu.

PROGRAMA

Dia 3 (segunda-feira)

Sarau Académico (Jardins da AAC)

 

Dia 4 (terça-feira)

Serenata (Sé Nova)

Revolta do Grelo (Jardins da AAC)

 

Dia 5 (quarta-feira)

Phartuna

Sippinpurpp

Wet Bed Gang

Mondeguinas

TMUC

 

Dia 6 (quinta-feira)

Imperial TAFFUC

DJ Chris No Beat

Mandragora

Desconcertuna

TFMUC

 

Dia 7 (sexta-feira)

Fan-farra Académica

Benji Price

Profjam

As Fans

Coral Quecofónico do Cifrão

 

Dia 8 (sábado)

Grupo de Cordas

Ivandro

David Carreira

Estudantina Universitária

Estudantina Feminina

 

Dia 9 (domingo)

Orquestra Típica e Rancho

Miguel Bravo

Quim Barreiros

Quantunna

Orxestra Pitagórica

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.