Cerca de 50 jovens discutem importância da União Europeia na aldeia de Piódão

Posted by

“FOTO DR”

Cerca de 50 jovens vão estar, em novembro, na histórica aldeia de Piódão, no concelho de Arganil, a discutir e a refletir sobre a importância da União Europeia, num evento que serve para “assimilar os valores europeístas”.

“Estão inscritos, para este ano, 50 jovens que terão oportunidade, ao longo de três dias, de pensar a Europa, os seus problemas, soluções, dar sugestões e, sobretudo, assimilar os valores europeístas”, revelou o presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) Região de Coimbra, Emílio Torrão.

O evento Academia Europa, organizado pelo Europe Direct Região de Coimbra e de Leiria, em parceria com o Núcleo Associativo para os Estudos Europeus em Coimbra e a Federação Nacional de Estudos Europeus, vai decorrer na aldeia de Piódão, nos dias 04, 05 e 06 de novembro.

Durante a conferência de imprensa de apresentação da V Academia Europa, Emílio Torrão destacou que neste evento estarão presentes eurodeputados, representantes do Parlamento Europeu, bem como professores do ensino superior e elementos de organizações nacionais e internacionais.

Em discussão estarão temas alinhados com a agenda da Comissão Europeia, entre as quais a importância da União Europeia com a juventude, migrações e preocupações ambientais, energéticas e sociais.

“Os painéis foram feitos de acordo com as seis prioridades da Comissão Europeia”, acrescentou.

Emílio Torrão destacou o painel ‘Autonomia Estratégica na União Europeia’, que visa “estimular os jovens a pensar nesta questão tão premente como a autonomia energética”.

“Workshop de Fake News e Desinformação em Contexto de Crise”, “Implicações de um Futuro Alargamento da União Europeia”, “Crises Migratórias de 2015 a 2022, “Juventude e os Desafios de Hoje” e “a Europa das Desigualdades” são os outros painéis que compõem o programa para os três dias.

“Trata-se de um programa ‘pesado’. Não é um evento de massas, mas de formação, implicando discussão e reflexão”, concretizou.

Durante a apresentação pública da quinta edição da Academia Europa, a presidente do Núcleo Associativo para os Estudos Europeus em Coimbra, Catarina Lopes, garantiu que este é evento que já figura na agenda dos jovens universitários.

“Cada vez mais temos notado um interesse maior dos jovens, não só daqui da região de Coimbra, como também de outras regiões de Portugal. É muito importante fazer um evento de jovens para jovens”, sustentou.

No seu entender, este tipo de iniciativas serve para acrescentar ‘soft skills’ aos mais jovens, numa altura em que estas são cada vez mais valorizadas na hora de entrar no mercado de trabalho.

Sobre a escolha da realização do evento em Piódão, “uma aldeia remota”, no concelho de Arganil (distrito de Coimbra), Catarina Lopes considerou que demonstra que “a União Europeia consegue chegar a todos os lugares, mesmo sendo um local que fica a uma hora de um hospital, de uma escola”.

“É importante debater assuntos da União Europeia, não só nos grandes centros, como envolver também pessoas e locais mais deslocados”, referiu.

Os jovens inscritos para a quinta edição do Academia Europa têm entre os 18 e os 25 anos, sendo essencialmente universitários, vindos de vários pontos do país.

A sexta edição terá lugar em novembro de 2023, no concelho de Montemor-o-Velho.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.