Presidente da Câmara de Montemor-o-Velho fala em mandatos sem dívidas e com obra feita

Posted by

“FOTO DR”

O presidente do Município de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, garantiu hoje que os seus mandatos têm sido pautados pela inexistência de dívidas e pela execução de obras, que são feitas sem promessas ou anúncios “prévios e espetaculares”.

“Termino [o discurso] como comecei o meu primeiro mandato, sem promessas, sem anúncios prévios e espetaculares de obras concretas, mas com a garantia de obra feita no final, concluída e sem dívidas”, disse Torrão, que discursava na sessão solene do Dia do Município, na Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra.

Ao longo do seu discurso, o presidente referiu que a autarquia foi acusada de “não ter o dom da palavra” e de “não ter a estratégia certa”, e recordou que o Município foi bafejado pela “sorte de uma herança financeira caótica, por tempestades, inundações, furações, incêndios e todo o tipo de contrariedades e pelo mero acaso”.

“Foi mesmo aquele clique, aquele gesto mágico das redes sociais ou do ‘Facebook’, ou as lindas palavras de um qualquer orador com dom de palavra, que resolveu tudo de forma eficaz e exemplar e ainda sem qualquer cêntimo de dívida nas contas municipais. Foi tudo obra do Divino Espírito Santo”, ironizou.

Emílio Torrão deu ainda nota de que os planos para o futuro passam pela conclusão de obras que se iniciaram no anterior mandato, por algumas “grandes obras na vila de Montemor-o-Velho”, por uma “grande obra em cada uma das freguesias”, a continuação da manutenção da rede viária, seu alargamento, bem como “a implementação do grande projeto social e cultural, que vai consolidar as bases de uma comunidade mais justa e saudável”.

A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho atribuiu 123 bolsas de estudo, referentes ao ano letivo de 2020/2021, no valor total de cerca de 54 mil euros, sendo 71 bolsas académicas de âmbito social, uma de situação especial, 49 bolsas de excelência e duas bolsas de mérito.

Na cerimónia foram homenageados 15 trabalhadores do Município de Montemor-o-Velho, bem como a atribuídas 11 medalhas de mérito municipal a várias individualidades do concelho, nas áreas da cultura, do desporto, social, autárquico, humanitário, empresarial e dedicação.

Na sessão foi ainda feita uma homenagem, através de um voto de louvor a Juan Carlos Rosete, antigo delegado de saúde, que exerceu funções no período da pandemia provocada pela covid-19.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.