Opinião: O município deve aplicar a taxa turística?

Posted by

Sim Mas dependendo de determinados pressupostos. Primeiro, terá que se perceber o que tem a Comissão Municipal de Turismo a dizer acerca do assunto. Depois, definir o valor, razoável e eficaz, e como vai ser gerido.
A taxa turística é cobrada aos hóspedes dos hotéis e alojamentos através da recolha de um valor extra, por noite e por pessoa, para além do preço do quarto. Acredito que não fará diferença quando o destino está escolhido, mas é importante que, em contrapartida, sejam dados benefícios, tais como descontos ou entradas gratuitas que promovam as visitas a museus e locais de interesse ao longo do concelho.
O turismo traz mais pessoas às localidades e também um maior desgaste. Muitos municípios justificam a aplicação do imposto como uma necessidade. O objetivo é arrecadar fundos para investir nas infraestruturas que suportam o turismo em cada local. E, na verdade, a Figueira também vai precisar, sobretudo agora que já percebemos qual é a grande aposta no turismo.
Se vamos continuar a gastar muito dinheiro em todo o tipo de artistas “populares” vindos de fora e que o Município tanto valoriza, é justo que não sejam só os munícipes a pagar-lhes os cachés, como este ano, já que os turistas também usufruem deles. Mas mais justo será se, na mesma medida em que a taxa turística representa uma entrada de capital, se compense os figueirenses, empresas e particulares, baixando taxas e impostos municipais.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.