Hospital dos Covões em Coimbra com investimentos superiores a quatro milhões de euros

Posted by

DR

O Hospital Geral (Covões) recebeu um conjunto de investimentos desde o final de 2019 que ultrapassou os quatro milhões de euros, anunciou hoje o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

“Isto representa claramente uma valorização do Hospital dos Covões, numa lógica de integração num centro hospitalar, com uma segmentação de resposta e uma progressiva ambulatorização dos cuidados”, salientou à agência o presidente do conselho de administração do CHUC.

Segundo Carlos Santos, “o Hospital dos Covões e toda aquela envolvente têm uma vocação e condições para aumentar significativamente a oferta de cuidados em regime de ambulatório, ao contrário do que tem os Hospitais da Universidade de Coimbra, situado em meio urbano”.

“O Hospital dos Covões, ao aumentar a sua oferta de cuidados ambulatórios, está a ir ao encontro dos doentes, numa lógica de centro hospitalar, eliminando redundâncias e procurando utilizar os recursos da forma eficiente e de forma a onerar o menos possível os contribuintes”, sublinhou.

Dos quatro milhões de euros de investimento, um milhão de euros foi investido durante o período da pandemia da covid-19 para substituição de equipamento médico em diversas áreas, equipamentos para os blocos operatórios e unidade de cirurgia de ambulatório, otorrinolaringologia, centro de medicina do sono, imagiologia, entre outros.

O CHUC destacou o investimento na vertente de ambulatório, a requalificação da área da Medicina Física e Reabilitação e a conclusão da obra da Unidade de Reabilitação Cardiorrespiratória, que entrará em funcionamento ainda este mês, financiada pelo Programa de Valorização e Integração do Percurso do Utente (PIIC).

No rol de intervenções, realce também para a concentração da Unidade Funcional do Pé Diabético nas instalações do Hospital de Dia.

Na vertente de internamento, encontra-se concluída a requalificação da antiga unidade de internamento de traumatologia, que a partir deste mês passará a acolher 18 camas de cirurgia geral.

Também no dia 29 de agosto se deu início à obra de requalificação da unidade de internamento de Cardiologia e Unidade de Cuidados Intermédios Coronários, que está incluída naquele pacote de investimentos.

Segundo o CHUC, encontra-se em fase de adjudicação a empreitada para a requalificação da unidade de internamento que albergou durante mais de 24 meses os doentes com SARS-Cov-2, que passará a ser uma unidade de internamento com 16 camas de Ortopedia.

Transversalmente, foram sendo executadas algumas componentes do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), “tendo-se já efetivado a substituição de todas as luminárias por tecnologia LED e sensores de movimento e a primeira fase da substituição de vãos envidraçados, melhorias que concorrem para a redução do consumo energético e a melhoria das condições de trabalho”.

Ainda durante o mês de setembro, vão iniciar-se outras empreitadas, no âmbito da eficiência energética, para colocação de painéis solares fotovoltaicos, substituição do sistema de aquecimento e arrefecimento de águas sanitárias e climatização, bem como o sistema de gestão das instalações técnicas, assim como a última fase da substituição dos vãos envidraçados.

De acordo com o presidente do conselho de administração dos CHUC, os quatro milhões de euros de investimento foram comparticipados em 70% pelo POSEUR, tendo o restante sido assegurado com capitais próprios.

Para outubro, a Unidade de Hospitalização Domiciliária comemora um ano de existência, tendo sido previamente requalificado o espaço físico para acomodar a equipa e toda a logística desta nova e importante linha de atividade do CHUC, a funcionar também no polo dos Covões.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.