Figueirense nomeado diretor geral de multinacional na Arábia Saudita

Posted by

DR

O CBRE Group nomeou o figueirense Pedro Ribeiro diretor-Geral do grupo na Arábia Saudita, onde terá a seu cargo dois importantes projetos. O gestor, de 46 anos, formado em gestão de empresas, chegou à Figueira da Foz quando tinha seis meses, de onde partiu à conquista do mundo após concluir o ensino secundário. Os progenitores, que continuam a residir na cidade, vieram de Moçambique, na década de 1970.

De acordo com a revista Executive Digest, o gestor tem sob a sua responsabilidade operações na Arábia Saudita “com foco no desenvolvimento de todas as linhas de serviço e apoiar o rápido crescimento da CBRE” naquele país. Pedro Ribeiro vai dirigir dois importantes projetos – construção de 170 quilómetros de empreendimentos tecnológicos e “uma cidade do dobro do tamanho de Nova Iorque no meio do deserto”, avança ainda a revista.

Pedro Ribeiro, destaca ainda aquela fonte, lidera uma equipa de 120 profissionais, entre a sede em Riyadh e a cidade de Jeddah. O executivo tem 28 anos de experiência na liderança de empresas de retalho, imobiliário e gestão de ativos e propriedades, que adquiriu na Europa, África e Médio Oriente.

O gestor a quem o gigante norte-americano, considerado o maior consultor imobiliário do mundo, nomeou diretor geral na Arábia Saudita chegou ao Médio Oriente em 2013. Entretanto, afirmou-se como executivo de topo internacional. A sua carreira à frente de equipas começou quando tinha 19 anos, gerindo 24 pessoas, num centro comercial de Matosinhos. Esta experiência abri-lhe as portas do mundo empresarial.

“Acima de tudo,
sou figueirense”

Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, Pedro Ribeiro encara este seu novo desafio “com naturalidade”. Com “a naturalidade de quem começou muito cedo a depender de si próprio. Comecei entre 18 e os 19 anos a depender de mim próprio”, acrescentou.

O seu novo cargo é ainda encarado “com a naturalidade de “quem vem ultrapassando desafios com tenra idade, com muito trabalho”. “Que toda agente pensava que não eram para mim”, destacou. Por isso, reconheceu, sabe-lhe bem “calar essas bocas”, que se silenciaram com a soma de sucessos obtidos por Pedro Ribeiro, depois de ultrapassar desafios que não estão ao alcance de qualquer um.

Sobre a terra que o viu crescer, Pedro Ribeiro afirmou: “Acima de tudo, sou figueirense”. De resto, revelou que, sempre que pode, nem que seja por um curto período de tempo, que podem ser um ou dois dias, não perde a oportunidade de se deslocar à Figueira da Foz. Mesmo estando a milhares de quilómetros de distância. | Jot’Alves

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.