As duas corporações dos bombeiros de Arganil duplicam Equipas de Intervenção

Reunião da Câmara onde a decisão foi tomada

As associações humanitárias dos Bombeiros Voluntários Argus e dos Bombeiros Voluntários de Coja vão ter uma 2.ª Equipa de Intervenção Permanente (EIP) a partir do início do próximo ano.
O anúncio foi feito por Luís Paulo Costa, presidente da câmara, adiantando que passa a haver quatro EIP no concelho, duas em Coja e duas em Arganil.
O assunto foi abordado na reunião camarária onde teve lugar a apreciação e votação do protocolo celebrado com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC). “O que está aqui a ser apreciado tem a ver com a Associação de Coja, uma vez que a candidatura da de Arganil, na 1.ª fase, não foi aprovada, porque havia uns problemas preexistentes relacionados com o funcionamento da 1.ª EIP; mas isso foi, entretanto, resolvido, submeteram a candidatura novamente e foi aprovada”, explicou o autarca.
Há um acordo estabelecido entre o município e ambas as corporações, relativamente ao apoio financeiro, que pode “variar alguma coisa, mas só à conta do município, na ordem dos 75 mil euros anuais”.
O presidente da câmara, afirmou que estas equipas “podem constituir mais um passo naquilo que é um caminho de profissionalização dos bombeiros” e revelou que “foi consensualizado com as duas corporações de bombeiros um possível apoio por parte do município”, em que a câmara municipal vai “colocar mais 75 mil euros nos bombeiros e eles conseguem ir buscar os outros 75 mil à ANEPC”, declarou.

Toda a informação na edição impressa e digital de hoje, sábado, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.