Teatrão de Coimbra organiza festival de teatro brasileiro em Portugal

Posted by

O Teatrão, de Coimbra, anunciou hoje que está a preparar, com outros teatros do país, um Festival de Teatro Brasileiro a realizar em Portugal em setembro e outubro, a pretexto da comemoração do bicentenário da declaração da independência do Brasil.

“Esta mostra em 2022 está alicerçada em duas datas muito inspiradoras, para recolocar a discussão em torno das relações, nomeadamente culturais, dos dois países [Portugal e Brasil]”, referiu a diretora de O Teatrão, Isabel Craveiro.

A Mostra São Palco – Festival de Teatro Brasileiro em Portugal, da qual O Teatrão, residente na Oficina Municipal do Teatro, em Coimbra, é organizador, em parceria com teatros de outros pontos do país, vai decorrer em Portugal nos próximos meses de setembro e outubro.

Durante uma conferência de imprensa de apresentação deste evento, hoje, de manhã, a diretora de O Teatrão informou que o Teatro Académico de Gil Vicente, o Convento São Francisco (Coimbra), o Teatro-Cine Torres Vedras, o Teatro Sá da Bandeira (Santarém), o CineTeatro Louletano (Loulé), o Teatro Aveirense (Aveiro), o Teatro Oficina (Guimarães) e o Coliseu do Porto AGEAS são os parceiros deste evento.

“Esta é a terceira edição da Mostra São Palco e vai abranger outros pontos do país. Tivemos duas edições desta mostra há muitos anos e faz muito sentido uma ponte com a criação teatral no Brasil”, destacou.

A Mostra São Palco 2022 concebida pelo Teatrão, tem curadoria de Jorge Figueira, que se juntou à conferência de imprensa de apresentação, via ‘Zoom’, para partilhar que esta terceira edição do evento é “uma espécie de recomeço”.

“Esperamos que o festival seja viável e que se realize de dois em dois anos. Esta data foi um pretexto para relançar o festival, que vai ter espetáculos que vão circular pelo país”, apontou.

Ao longo da sua intervenção, Jorge Figueira explicou que a grande preocupação do evento é mostrar facetas do Brasil, que nem sempre são mostradas em Portugal.

Para tal foram programados cinco espetáculos: “A Invenção do Nordeste”, inspirado no texto do historiador Durval Muniz de Albuquerque Júnior; Jacy, de Henrique Fontes, Iracema Macedo e Pablo Capistrano; Lugar Nenhum, de Sérgio de Carvalho; Gota d’ Água {Preta}, de Chico Buarque e Ledores no Breu, inspirado nas obras do poeta Zé da Luz, do ficcionista Guimarães Rosa e no pensamento e prática do educador Paulo Freire.

O programa inclui também várias atividades que gravitam em torno dos espetáculos, dos autores, dos criadores e dos coletivos teatrais.

No último trimestre de 2022 será realizada uma série de eventos, entre espetáculos, conversas, conferências, oficinas, em várias cidades.

A seleção dos eventos foi feita numa tentativa de articular várias narrativas sobre a história cultural de Portugal e Brasil.

Esta atividade é apoiada pela Itaú Cultural (Brasil), Direção Geral das Artes, Programa Garantir Cultura, Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses, Programa Iberescena e Município de Coimbra.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.