Forcados Académicos de Coimbra estão bem e recomendam-se

A tourada há muito que não é consensual, mas isso não faz com que esteja em queda. Há muito debate, as posturas são extremadas, mas, ao que parece, quem ficou a ganhar foram os Forcados Académicos de Coimbra.

A meio da época, o DIÁRIO AS BEIRAS falou com Ricardo Marques, cabo do grupo, que garante que nunca houve tanta gente interessada em fazer pegas.

“Curiosamente, nunca tivemos tanta gente como agora. Neste momento temos 47 elementos nos forcados, um número como nunca tivemos”, frisou.

Para Ricardo Marques, a própria discussão sobre a continuidade ou não das touradas em Portugal acabou por contribuir para que mais gente tivesse vontade de experimentar ser forcado.

“Há mais jovens do que o habitual. Acho que quanto mais se fala, mais participantes temos. Falou-se tanto, as posições extremaram-se tanto que agora parece que há mais gente nos dois lados. Nós forcados temos muito mais gente interessada”, explicou.

|Pode ler a notícia na íntegra na edição de hoje do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.