Autoridade Marítima Nacional colabora na devolução de tartaruga ao seu habitat natural ao largo de Aveiro

Os tripulantes da Estação Salva-vidas de Aveiro colaboraram com o Centro de Reabilitação de Animais Marinhos (CRAM), na devolução de uma tartaruga-comum (Caretta caretta) e de uma pardela-balear (Puffinus mauretanicus) ao seu habitat natural, que decorreu hoje a cerca de seis milhas (aproximadamente 11 quilómetros) da costa de Aveiro.

​A tartaruga-comum terá sido recuperada pelo Centro de Reabilitação de Animais Marinhos (CRAM) no mês de junho, depois de ter ficado presa numa arte de pesca ao largo da Figueira da Foz. Já a pardela-balear foi recuperada e entregue por pescadores, em julho, no concelho de Viana do Castelo, por apresentar graves sinais de doença.

Após um período de reabilitação no CRAM os animais foram hoje devolvidos ao seu habitat natural, com recurso a uma embarcação da Estação Salva-vidas de Aveiro.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.