Opinião: “O CAE tem cumprido a sua função?”

Posted by

SIM! Se nos ativermos apenas à oferta do Centro de Artes e Espectáculos (CAE) não levando em conta os preços praticados. De facto, o público da Figueira da Foz e concelhos vizinhos tem tido a oportunidade de assistir a algumas produções de relevo. Mas apenas algum. Para a grande maioria das populações, nomeadamente do concelho, os acessos aos espectáculos continuam a ser proibitivos.
Numa altura em que o Estado se mantém arredado da cultura e das suas necessidades prementes, mais urgente se torna uma revisão dos preçários, atendendo também à perda de rendimentos de muitas famílias e também ao brutal aumento do custo de vida. Os bens essenciais sobem de preço a cada dia ou quase.
E os dias futuros não parecem trazer boas notícias! É natural que as pessoas façam uma “ginástica” ainda maior do que estão já infelizmente habituadas. E o lazer, os livros, a Cultura em geral, ficarão de fora por ser incomportável o esforço. E se não se pode “cortar” nos víveres, nos passes de transporte, nos combustíveis e medicação, não será nada favorável que se afaste de todo a Cultura das nossas vidas.
Ela é também “alimento”, factor de coesão social, elemento fulcral do enriquecimento pessoal e colectivo. Passaram vinte anos desde a inauguração. Os próximos vinte, trinta, poderão e deverão ser mais inclusivos. Cultura para todos! E vinda de todos. As associações concelhias têm palavras a dizer.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.