Opinião: “Junho, mês de Portugal”

Posted by

A 10 de Junho celebra-se o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Em Macau, as celebrações não se resumem a um único dia. Nesta região a Oriente plantada as comemorações estendem-se por todo o mês: “Junho, mês de Portugal”. O programa das festividades é bastante diversificado, abrangendo a pintura, escultura, joalharia, literatura, cinema, música, gastronomia, … O auge das celebrações é marcado pela cerimónia do hastear da bandeira que tem lugar na chancelaria do Consulado-Geral de Portugal e conta com a presença do grupo de Escuteiros Lusófonos de Macau e da banda do Corpo de Polícia de Segurança Pública. Segue-se a romagem à Gruta de Camões para que, dignamente, seja prestada a anual homenagem ao pai da literatura portuguesa.
Se aos olhos do mundo Portugal se resume a boa gastronomia, futebol de qualidade e bonitas e diversificadas paisagens, para nós, portugueses, não restam dúvidas de que o patriotismo vai muito além de tudo isso. Para o povo português a identidade nunca foi um problema e as suas principais características residem no carácter, nas suas origens e na sua essência. Ser português é ter a alma sempre a transbordar e a sofrer com a saudade, é comer sardinhas enquanto o sol se põe, é comover-se ao ouvir Amália e dançar incansavelmente ao som de José Cid. É o silêncio das noites mais estreladas do Alentejo, é o bailarico que anima as aldeias, é o copo de vinho bem cheio em frente à lareira nos dias frios de inverno, é o ‘bom dia’ do senhor do café, é sal pregado na pele no fim de um longo dia de praia, é o mar, é amar. E para nós, emigrantes, é também o último abraço na porta de embarque antes de mais um voo. É ter a determinação de D. Afonso Henriques, a inspiração de Luís de Camões, a generosidade da Rainha Santa Isabel, o espírito de aventura de Vasco da Gama, o pioneirismo de Maria de Lurdes Pintasilgo, a coragem dos capitães de Abril e a audácia de Paula Rego.
É com orgulho ancestral, com a alma marcada pela nossa história, que transportamos o escudo e as quinas além fronteiras e enchemos o peito para dizer com um sorriso nos lábios: “Heróis do mar, Nobre povo”. Feliz dia de Portugal! Feliz mês de Portugal!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.