Opinião: “A Feira das Freguesias é o grande evento gastronómico de que a cidade necessita?”

Posted by

Não! Cada coisa no seu lugar, e a feira gastronómica das freguesias desempenha bem o seu papel, mas não é certamente o “festival de gastronomia” que o concelho almeja. A feira das freguesias funciona numa lógica de boa vontade, voluntarismo e mostra das tradições locais.
Uma feira gastronómica do concelho deverá ser alicerçada em chefes de cozinha profissionais, mostrando não só as tradições, mas também novas receitas, recriando pratos tradicionais, etc.
Há necessidade de criar um evento assim, irreverente q.b., merecendo a atenção nacional e trazendo ao concelho uma nova identidade, com base no peixe fresco de qualidade que caracteriza a Figueira da Foz. Se conseguirmos isto, já será muito bom.
O que existe agora, para além da feira das freguesias, é demasiado disperso, no tempo e no espaço, para granjear projeção nacional. Haverá que pensar melhor no que a Figueira quer ser em termos gastronómicos, turísticos tendo como base uma certeza: a especialização em determinados pratos, tornando o evento único e parte de uma “economia de sentidos e experiência” marcante para quem cá reside e quem nos visita.
Precisamos de uma abordagem sistematizada e estratégica à gastronomia. Um plano de ação para este subsetor, procurando utilizar, por exemplo, o conhecimento de tradições e receitas perdidas. Por último, é necessário envolver mais setor privado na promoção gastronómica, articulando iniciativas.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.