IPSS em Meruge,Oliveira do Hospital, investe 2 ME na construção de novo edifício

Posted by

A Associação para o Desenvolvimento Social e Cultural do Vale do Cobral, uma instituição particular de solidariedade social do concelho de Oliveira do Hospital, vai investir cerca de dois milhões de euros na construção de um novo edifício.

De acordo com o presidente da Associação para o Desenvolvimento Social e Cultural do Vale do Cobral, João Abreu, a obra a construir de raiz terá uma comparticipação de aproximadamente 1,5 milhões de euros, no âmbito do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais – 3.ª Geração (PARES 3.0).

“O novo edifício vai contemplar uma estrutura residencial com capacidade para 47 idosos, centro de dia para 30 e serviço de apoio domiciliário para 40”, informou.

Em declarações à agência Lusa, João Abreu revelou que a obra será construída na Quinta da Jariça, na freguesia de Meruge, num terreno que esta Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) já tinha adquirido, há vários anos, para esse fim.

“Temos dois anos para construir obra, contando proceder ao lançamento do concurso nos próximos dois meses. É uma obra desejada há muitos anos, tendo para isso concorrido a outro tipo de financiamentos. No entanto, não tínhamos ainda tido a felicidade de ver candidaturas aprovadas, apesar de ser reconhecida a pertinência do projeto”, acrescentou.

Atualmente, esta IPSS dá resposta a 40 idosos, “de Meruge e freguesias vizinhas”.

“As nossas instalações são dispersas, não funciona tudo no mesmo sítio. O novo edifício já prevê um lar de idosos, que é onde há um défice de resposta social muito grande”, referiu.

Sete IPSS do Município de Oliveira do Hospital foram contempladas com verbas para concretizar investimentos no âmbito do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais – 3.ª Geração (PARES 3.0).

Oliveira do Hospital é, no distrito de Coimbra, o município com mais candidaturas aprovadas – sete – com comparticipações que ultrapassam os quatro milhões de euros, para o desenvolvimento das respostas sociais a que as instituições se candidataram.

A Associação para o Desenvolvimento Social e Cultural do Vale do Cobral, o Centro Paroquial de Solidariedade Social da Bobadela e a Associação para a Recuperação de Cidadãos Inadaptados de Oliveira do Hospital são as três IPSS do concelho de Oliveira do Hospital contempladas com as maiores comparticipações do PARES 3.0, no valor de cerca de 1,5 milhões de euros, 1,3 milhões de euros e um milhão de euros, respetivamente.

Foram ainda atribuídas comparticipações financeiras às candidaturas dos projetos da Associação Progressiva de Santo António do Alva, Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira, Associação de Solidariedade Social Professor Virgílio Hall da Fonseca e Fundação Aurélio Amaro Diniz.

De acordo como o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Francisco Rolo, está em causa um investimento superior a seis milhões de euros, que permitirá alargar e melhorar a rede de equipamentos sociais do município de Oliveira do Hospital, dando uma maior resposta às necessidades das populações.

O programa PARES tem como finalidade “apoiar o desenvolvimento e consolidar a rede de equipamentos sociais, nomeadamente na criação de novos lugares em várias vertentes: nas creches, no reforço dos Serviços de Apoio Domiciliário e dos Centros de Dia, no aumento de lugares em Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas para situações de maior dependência e na integração de pessoas com deficiência através do incremento da rede de Respostas Residenciais e de Centros de Atividades e Capacitação para a Inclusão”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.