Opinião: “O Orçamento Participativo deve ser retomado?”

Posted by

NÃO! Admito (e confesso), que de início concordei com a implementação do orçamento participativo no município. Por que razão pensei assim? Considerei à altura que poderia ser um bom instrumento de participação cidadã na coisa pública.
Mas não só. Também o que ia sabendo sobre a experiência (bem sucedida) em outras autarquias do País, me entusiasmou, embora moderadamente, porque sobre o que acontecera noutras já soavam vozes de alarme nesta matéria.
Então, por que motivo alterei o meu posicionamento? Respondo-me: por decepção, desapontamento. (Em boa verdade, e dadas as notícias daqui e dali, as expectativas já não se apresentavam muito elevadas!) E por aqui “a montanha pariu um rato”, um ratinho “modesto” (mas caro), diria.
O que se me afigura necessário e sempre urgente é que, atempadamente, as populações sejam consultadas sobre o que considerem ser mais importante e premente implementar na sua aldeia, na sua rua, no seu bairro ou freguesia. Não falo de referendos formais mas de formas mais rápidas e económicas de dar voz aos interessados.
A tal democracia participativa, cada vez mais arredada da realidade dos dias. Em tantos e tantos locais. As juntas de freguesia deveriam e têm condições para desempenhar um papel nesta empresa. (As redes sociais frequentemente usadas para vazar ódios e tolices, também poderiam redimir-se dos seus maus “karmas”.) A cidadania aos cidadãos!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.