Obras no mercado da Praia de Mira concluídas em junho após atraso do empreiteiro

Posted by

As obras no Mercado da Praia de Mira deverão ficar concluídas no início do mês junho, após “atraso sucessivo do empreiteiro”, revelou à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Mira, Raul Almeida.

As obras de requalificação e modernização do mercado da Praia de Mira estavam previstas, inicialmente, acabar no final de julho do ano passado, no entanto, prevê-se que esteja concluída no “início de junho”.

“Foram essencialmente atrasos do empreiteiro que levaram a que atrasasse a obra substancialmente”, disse hoje à agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Mira, Raul Almeida.

Após reuniões com o empreiteiro responsável por esta obra, foi possível definir um acordo entre as duas partes, que estabelece “um plano de trabalhos semanal, de forma que o mercado esteja pronto no início de junho”.

Trata-se de um “plano de trabalho” para que se conseguisse “encurtar os prazos” e “chegar ao início do verão com o mercado pronto”, adiantou.

O Município de Mira procedeu nas últimas “duas/três semanas” a um acompanhamento semanal da obra e o que está no “acordo está a ser cumprido e agora vai ser ratificado na próxima reunião de câmara (quarta-feira)”, esclareceu o autarca.

A empreitada de requalificação e modernização do Mercado da Praia de Mira é uma intervenção que ascende cerca de 350 mil euros, e que é cofinanciada pelos programas comunitários do MAR2020 e do PDR2020.

Este projeto “vai dar uma nova dinâmica ao mercado, também uma dinâmica cultural e gastronómica, porque tem também essas vertentes para dinamização dos produtos locais e culturais”, sublinhou.

Esta iniciativa pretende dotar aquele local com alguns espaços de restauração, de modo a atrair os habitantes e turistas da Praia de Mira e ainda “consagrar e valorizar as cadeias curtas entre os produtores locais e o consumidor final, privilegiando o escoamento de produtos provenientes da agricultura local e da pesca da Arte Xávega”.

Para tal, todo o espaço será reorganizado em termos de bancas de venda, ocupação e funcionalidade.

Raul Almeida deu ainda nota de que a ideia é criar uma agenda cultural e gastronómica, para dar uma “nova vida e uma nova dinâmica” ao mercado.

O autarca frisou que neste momento “a prioridade das prioridades é acabar a obra e depois, sim, fazer a agenda cultural e preparar tudo isso”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.