Nova ministra admite ponderar tribunal central administrativo no Centro

A ministra da Justiça admitiu ontem refletir sobre a proposta apresentada recentemente pelo PSD para a criação de um novo Tribunal Central Administrativo para a região Centro, mas defendeu que “paredes não resolvem processos”.
Em resposta à deputada social-democrata Mónica Quintela, que questionou a governante, durante a discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) na área da Justiça, sobre se iria “acompanhar o PSD na iniciativa”, Catarina Sarmento e Castro considerou que “é uma questão a ponderar e que merece estudo”, mas manifestou algumas reservas sobre a forma como a proposta de lei foi formulada.

 

(Ler reportagem completa na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS em 05/05/2022)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.