Equipamento municipal que colocou a Figueira da Foz no mapa dos grandes eventos culturais faz 20 anos em junho

Posted by

FOTO DB/JOT’ALVES

O Centro de Artes e Espetáculos (CAE) da Figueira da Foz foi inaugurado no dia 1 de junho de 2002, numa cerimónia presidida pelo Presidente da República, Jorge Sampaio. O líder do executivo camarário figueirense, Duarte Silva, foi o anfitrião e Pedro Santana Lopes, que lançou a construção do equipamento, no seu primeiro mandato autárquico (1997-2001), foi convidado de honra.
Uma vintena de anos depois, cabe ao impulsionador do equipamento municipal que mudou o panorama cultural do concelho e da região assinalar as duas décadas de atividade, de novo na qualidade de presidente da Câmara da Figueira da Foz. Pedro Santana Lopes foi eleito em setembro de 2021.
No dia 1 de junho de 2002, a agenda oficial de Jorge Sampaio começava às 17H00, com a chegada à Figueira da Foz. Não veio a esta cidade para celebrar o Dia Mundial da Criança, apesar da deslocação incluir um “pequeno passeio” pelo Parque das Abadias, onde decorriam atividades alusivas à efeméride. O Chefe de Estado viajou até à antiga Rainha das Praias de Portugal por causa do “recém-nascido” CAE.

Notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.