Wit Software cria centro de desenvolvimento em Belmonte

Posted by

DR

A empresa portuguesa WIT Software vai implementar em Belmonte, distrito de Castelo Branco, um programa de inovação digital, que inclui a criação de um centro de desenvolvimento tecnológico e a contratação de profissionais portugueses e estrangeiros.

Com a denominação “Belmonte Connect”, o projeto resulta de uma parceria entre aquela empresa que tem sede em Coimbra, a Câmara de Belmonte e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), e será apresentado na terça-feira, no âmbito das festas do concelho de Belmonte.

Em nota de imprensa divulgada hoje, a autarquia explicou que este programa de inovação digital visa minimizar alguns dos principais problemas estruturais de Portugal, tais como “a enorme falta de pessoas em idade ativa para trabalhar em Portugal, a falta de profissionais qualificados em áreas tecnológicas e o despovoamento da região do interior”.

A Câmara detalhou que, até ao final de 2025, a WIT ambiciona contratar mais 300 engenheiros, nacionais e internacionais, para atuar nos seus escritórios”, sendo que, “à data, já foram contratados 10 engenheiros sul-americanos, dois dos quais habitam já em Belmonte”, enquanto “os restantes irão chegar nas próximas semanas”.

Segundo o referido, o programa conta ainda com “a criação de um ‘hub’ tecnológico no concelho de Belmonte, para o qual irá captar a instalação de outras empresas, que se identifiquem com a missão do programa, e assim criar um ecossistema empresarial com a capacidade de criar postos de trabalho na região”.

“Um dos desígnios da empresa passa por contribuir para o desenvolvimento do país e o concelho de Belmonte é um retrato fiel do problema demográfico português que temos que resolver para que as gerações vindouras encontrem um país melhor, com oportunidades de trabalho e onde se possam fixar”, sublinhou Luís Moura e Silva, fundador e CEO da WIT, que é citado na informação.

O presidente da Câmara de Belmonte, António Dias Rocha, frisou que este projeto “é fundamental para o desenvolvimento da economia local, potenciando mais e melhores oportunidades de emprego qualificado”.

“É também determinante para inverter a situação de desertificação do nosso território e o êxodo das populações. Irá, igualmente, contribuir para a coesão territorial da região e do interior do país”, acrescentou.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.