Relatório anual de execução do programa Centro 2020 apresentado ao Comité de Acompanhamento

O Relatório Anual de Execução de 2021 do Programa Centro 2020 foi hoje apresentado ao Comité de Acompanhamento, que se reuniu no Convento de Cristo, em Tomar.

O Relatório Anual de Execução de 2021 permitiu efetuar um balanço do Centro 2020 muito focado nos resultados alcançados, tendo sido destacados: o apoio ao investimento empresarial em 3999 empresas, que permitem criar 9.421 postos de trabalho, o apoio à colocação de 199 pessoas altamente qualificadas em ambiente empresarial, o apoio a 254 equipamentos escolares e a 87 equipamentos de saúde e o apoio a 6.156 estudantes nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP).

Foram destacados alguns dos problemas que foram sentidos no Programa em 2021: restrições na execução das empreitadas e em outros procedimentos de concurso, prolongando prazos e fazendo subir os preços-base; quebra nas cadeias de distribuição a nível global levando a falta de matérias primas e produtos para incorporação na indústria; suspensão de projetos empresariais tendo em conta a incerteza sobre o futuro dos respetivos negócios (exemplo do setor do turismo); impossibilidade devido à pandemia de cumprir os programas de ação dos projetos imateriais, bem como projetos em rede e de capacitação institucional.

Para Isabel Damasceno, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), “o Comité de Acompanhamento do Programa Centro 2020 decorreu da melhor forma, tendo-se verificado um excelente nível de debate e participação. Apesar das dificuldades sentidas, 2021 foi o melhor ano de execução do Programa com um incremento de 20,3 pontos percentuais, ou seja, com 437 milhões de fundos aplicados. Destacámos a importância de acelerar a execução do Centro 2020, tendo como meta ultrapassar os 82% de execução no final de 2022. Este desafio implica o empenho de todos, tendo a região o desafio de garantir a plena absorção dos fundos europeus disponíveis, numa fase em que temos pela frente o encerramento do Centro 2020, garantir um forte impulso no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e o arranque do PT2030”.

A reunião contou com a presença de representantes da Comissão Europeia, da Agência para o Desenvolvimento e Coesão, de organismos intermédios dos sistemas de incentivos, das Comunidades Intermunicipais (CIM), Grupos de Ação Local (GAL), IFRRU e o Banco de Fomento e de vários parceiros regionais como as associações empresariais, sindicatos, municípios, universidades e institutos politécnicos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.