Ucrânia: Centro Hospitalar de Leiria dá apoio psicológico a profissionais de saúde e cidadãos ucranianos

Posted by

Os cidadãos ucranianos da comunidade residente na região de Leiria vão ter apoio emocional disponibilizado pelo Centro Hospitalar de Leiria (CHL), anunciou hoje a unidade de saúde, numa medida pensada para proteger a saúde mental no contexto do atual conflito.

A medida visa, desde logo, os profissionais ucranianos do setor da saúde ao serviço do CHL e seus familiares, estendendo-se a crianças, adolescentes e adultos que residam na área de intervenção do centro hospitalar, avança nota hoje divulgada.

“Esta é uma das formas do CHL ser solidário, tendo em conta o enquadramento europeu particularmente difícil, volátil e com múltiplas consequências, em particular, as mais nefastas para as vidas de tantas vítimas”, afirma Licínio de Carvalho, presidente do conselho de administração do CHL, citado na informação emitida.

Em Leiria, o apoio será prestado pelos especialistas do Serviço de Psiquiatria da Infância e da Adolescência e do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do CHL, com o objetivo é “promover e proteger a saúde mental” no quadro de guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

“O nosso serviço quer ser mais um braço a abraçar a comunidade ucraniana da região. Disponibilizamo-nos para apoiar em dúvidas ou situações que preocupem crianças e jovens desta comunidade”, afirma a diretora do Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência do CHL, Graça Milheiro.

A especialista, citada pelo gabinete de comunicação do CHL, recorda que o conflito entre os dois países “não tem precedentes” e, por isso, coloca “desafios de várias ordens, dadas as consequências que as inevitáveis reorganizações sociais e familiares inerentes podem ter nas crianças e adolescentes”.

A iniciativa do CHL é alargada a toda a comunidade ucraniana que, “de alguma forma, sinta que a saúde mental dos seus filhos possa estar a ser afetada por todo o contexto relacionado com o conflito atual”. A diretora avança que há um e-mail (pedopsiquiatria@chleiria.min-saude.pt) disponível para quem precise de ajuda. Para adultos, o apoio emocional pode ser solicitado através de sec.psiquiatria@chleiria.min-saude.pt.

Já o diretor do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do CHL, Cláudio Laureano, defende que este apoio é “fundamental nesta ocasião tão crítica”, sobretudo “considerando a repercussão pessoal e familiar que está e irá continuar a acarretar na comunidade ucraniana”.

O CHL pretende “diminuir o impacto traumático desta situação surreal que estamos a viver”, sublinha o especialista, prometendo “uma resposta rápida às pessoas que estão em sofrimento”.

O Serviço de Psiquiatria está a organizar-se para tornar célere a resposta junto desta comunidade não só em Leiria, através do Hospital de Santo André, mas também em Alcobaça, no Hospital Bernardino Lopes de Oliveira, e no Hospital Distrital de Pombal.

“A nossa Unidade de Psiquiatria Comunitária estará igualmente disponível para intervir no seio da comunidade, sempre que tal necessidade se venha a verificar”, acrescenta o diretor.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.