Opinião: Faz falta uma ponte pedonal entre as duas margens? Sim

Posted by

Sim, faz falta uma ponte pedonal, ou um sistema que permite aceder à outra margem sem ter que ir de carro. Desde elevadores de acesso, como existem na Ponte da Arrábida no Porto, à Ponte Edgar Cardoso até um teleférico.
Mas, antes de tudo seria muito útil investir nas acessibilidades pedonais e ciclísticas da Ponte Edgar Cardoso, que são péssimas e desmobilizam qualquer um a fazer um passeio a pé pela ponte. Falta ligação entre os passeios e continuidade, falta proteção contra o vento nalgumas zonas e atravessamentos seguros. Um mínimo de investimento permitiria levar as pessoas, em lazer, a atravessar a pé e de bicicleta. A vista é fantástica.
No caso do teleférico, o arquiteto Miguel Figueira, protagonista desta ideia, propõe que a aproximação entre as duas margens seja uma obra icónica fazendo a ligação ao Hospital, ao Cabedelo e quiçá à Zona Industrial ( 3,4 km, em linha reta desde o parque das Gaivotas).
A sustentabilidade da obra, a ser financiada pelo PRR, exige medidas fortes, desde estacionamento pago (Cabedelo, zona envolvente ao Hospital) até acessos condicionados, limitando o uso do carro.
Um teleférico direcionado às necessidades das pessoas, incluindo às pessoas com mobilidade reduzida (cadeiras de rodas, idosos), com ligações frequentes ( 2x por hora), a baixo custo e que contribuísse efetivamente para termos menos carros a circular, é uma ideia exequível e seria uma atração turística.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.