Associação de Paralisia Cerebral leva arte à Baixa de Coimbra

Levar uma pequena parte do trabalho que é realizado na Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC) a lugares inesperados – e, logo, a um público mais alargado – é o propósito da iniciativa “Fora de Sítio”. A exposição leva o teatro e as artes plásticas da associação à Baixa de Coimbra, transformando as montras de cerca de três dezenas de espaços comerciais em pequenas galerias temporárias.
A primeira fase da iniciativa, que começou ontem – e decorre até dia 15 de março – intitula-se “Fora de Nós” e é uma digressão virtual do espetáculo “Mim”, que conta as histórias da vida dos membros do coletivo Sala T, um dos dois grupos de teatro da APCC.
De acordo com Mariana Nunes, encenadora e professora de teatro na associação, durante este período serão exibidos um conjunto de objetos cenográficos que foram construídos para o espetáculo que nunca chegou a ser apresentado devido à pandemia.
“Ao longo do percurso, foram colocadas pequenas caixas que guardam objetos vários que ajudam a revelar as narrativas e que serão acompanhadas de vários códigos QR, que permitirão assistir online ao próprio espetáculo”, adiantou.
Ao público caberá decidir se pretende ter a experiência em momentos diferentes ao longo do tempo da exposição, ou em contínuo, seguindo o percurso sugerido e que passa pela rua Ferreira Borges, praça do Comércio, rua Visconde da Luz, rua da Louça, praça 8 de Maio e rua da Sofia.

Toda a informação na edição impressa e digital de hoje, sábado, do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.