Corte de trânsito entre o Nó de Penacova e o Nó de Miro a partir de 03 de março

Posted by

A circulação no Itinerário Principal (IP) 3 vai ficar cortada a partir da madrugada de 03 de março entre os nós de Penacova e de Miro, durante três semanas, anunciou hoje a Infraestruturas de Portugal (IP).

Em comunicado, a IP explicou que “trabalhos de desmonte de blocos de pedras de grandes dimensões” obrigam a este corte de trânsito nos dois sentidos do IP3, que liga Coimbra a Viseu.

“No âmbito da empreitada de estabilização do talude e da reabilitação da plataforma rodoviária do IP3 que está a ser desenvolvida ao quilómetro 63,650, será necessário proceder ao corte da circulação rodoviária entre o nó de Penacova (quilómetro 62,4) e o nó de Miro (quilómetro 64,7)”, justificou.

A IP esclareceu que estes trabalhos se revestem “de uma maior complexidade técnica e operacional, consistindo no desmonte de blocos de pedra de grandes dimensões”, o que obriga à “interdição total do trânsito de modo a garantir a rápida execução da intervenção e em totais condições de segurança”.

Durante as três semanas, é aconselhada a utilização do Itinerário Complementar (IC) 2 até à Mealhada, passando pelo Luso, pela Estrada Nacional (EN) 234 em direção a Mortágua, seguindo pela Estrada Nacional 228 até ao IP3.

“Em alternativa, pode ser utilizada a Estrada da Beira (EN 17), passando por Vila Nova de Poiares até S. Martinho da Cortiça, saindo para o IC6, retomando o IP3 no nó da Raiva”, sugeriu a empresa.

A IP sublinhou que, apesar dos transtornos que este condicionamento possa provocar, ele “é imprescindível para garantir a rápida realização dos trabalhos e reposição dos níveis de serviço e segurança no IP3”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.