Coimbra: Instituto Pedro Nunes abre candidaturas para apoiar projetos com tecnologia espacial

Posted by

DR

O programa ESA Business Incubation Centre (ESA BIC), coordenado pelo Instituto Pedro Nunes (IPN), em Coimbra, abriu as candidaturas para empresas com projetos com tecnologia espacial ou para aplicação no mercado espacial, a incubar nos Açores e em Coimbra.

Podem inscrever-se ‘startups’ com projetos de negócio que usem tecnologia e dados da indústria espacial em aplicações terrestres ou que explorem tecnologia não espacial no mercado espacial, informou uma nota de imprensa do IPN.

As empresas selecionadas contam com um incentivo financeiro de 50 mil euros cada uma.

As candidaturas, de acordo com o instituto sediado em Coimbra, estão abertas aqui até dia 08 de março.

A iniciativa conta com o apoio da Agência Espacial Portuguesa, da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), da Agência Espacial Portuguesa e da Universidade de Coimbra (PTSpace).

Vão ser selecionados projetos que podem desenvolver o seu trabalho nos Açores ou em Coimbra, em quatro incubadoras da rede ESA BIC Portugal: Incubadora do Centro de Desenvolvimento e Inovação Empresarial de Santa Maria (INCUBA+), Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel (NONAGON), Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira (TERRINOV) e Instituto Pedro Nunes.

Para além do incentivo financeiro para trabalharem no protótipo, desenvolvimento de produto e gestão e proteção da propriedade intelectual, as empresas selecionadas vão ter 80 horas de apoio técnico e empresarial para desenvolverem os seus negócios.

De acordo com a nota de imprensa, o ESA BIC Portugal conta atualmente com uma rede de 15 incubadoras em todo o território nacional, incluindo os Açores e a Madeira, que presta apoio a empresas que integrem tecnologia espacial em aplicações terrestres, em áreas como saúde, energia, transportes, segurança e vida urbana e também empresas que pretendem entrar no mercado espacial comercial.

“Em sete anos, o ESA BIC Portugal já incubou 47 empresas que integram tecnologia espacial em aplicações terrestres, levando à criação de cerca de 150 novos empregos, com um volume de negócios total de cerca de 4,9 milhões de euros e uma capacidade de exportação de mais de 1,4 milhões de euros”, acrescenta a mesma nota.

O Instituto Pedro Nunes tornou-se, em 2014, o primeiro Space Solutions Centre da Agência Espacial Europeia, entre os 21 centros existentes na Europa, a congregar os três programas de transferência de tecnologia promovidos pela ESA.

Um deles é o ESA Business Incubation Centre, acresce a Rede de Parceiros de Inovação para Transferência de Tecnologia (Innovation Partners Network) e ainda a Plataforma de Embaixadores de Aplicações (ESA Business Applications).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.