Superespecial do rali tem lugar na mesma noite da Serenata

Posted by

ARQUIVO CARLOS JORGE MONTEIRO

A noite do próximo dia 19 de maio será um verdadeiro desafio para Coimbra. Nessa quinta-feira, a cidade vai acolher dois eventos que irão atrair milhares de pessoas à sede de concelho. Trata- -se da superespecial do Rali de Portugal, que tem início às 20H40, na zona da Universidade de Coimbra, e a noite de início da Queima das Fitas com a realização da tradicional Serenata Monumental.

Este evento realiza-se, por tradição, na Sé Velha ou, em alternativa, Largo da Sé Nova – dois locais muito próximos da zona onde terá lugar a cerimónia de partida desta prova integrada no Campeonato do Mundo de Ralis.

O desafio passa, então, por compatibilizar os dois eventos, de forma a garantir que não haja problemas de segurança quer para os amantes do automobilismo quer para os estudantes que irão entrar nessa noite na maior festa académica do país.

Uma das primeiras questões que há para resolver tem a ver com o traçado urbano da etapa inaugural do Rali de Portugal. Segundo o DIÁRIO AS BEIRAS apurou, a situação deve ficar acertada na próxima semana numa reunião que irá juntar a câmara, ACP e FIA.

Neste momento, e de acordo com fonte do município, “existem algumas hipóteses em cima da mesa”. As obras na Praça João Paulo II, onde já se encontra a decorrer numa das zonas o levantamento e reaplicação do seixo rolado, são uma das condicionantes que poderão levar a que esta intervenção na zona tenha de decorrer mais rapidamente do que era previsto.

Obras na Sé Velha
arrancam em breve

Outra das condicionantes para a tomada de decisão diz respeito ao arranque das obras na Sé Velha “a breve prazo”. O prazo de execução previsto no contrato é de 330 dias, ou seja, este local não poderá acolher, como é tradição, a Serenata Monumental da Queima das Fitas.

A outra opção seria o Largo da Sé Nova – local normalmente usado para as serenatas da Festa das Latas –, mas a proximidade com o local de arranque da superespecial noturna do Rali de Portugal deverá obrigar à mudança de local.

O secretário-geral da Queima das Fitas, Carlos Missel, afirmou ao DIÁRIO AS BEIRAS que já questionou a Reitoria da Universidade e a Câmara Municipal sobre esta situação. Em ambos os casos, a resposta dada foi que a reunião da próxima semana irá ajudar a dar mais alguns esclarecimentos sobre este duplo evento na cidade.

O Dux Veteranorum Matias Correia disse ao DIÁRIO AS BEIRAS que a intenção é realizar “na Sé Velha” a Serenata Monumental da Queima das Fitas, mas decisões finais só depois da reunião da próxima semana ou nas próximas semanas. Uma coisa é certa: “Praça da Canção, nunca, porque senão não seria uma serenata mas sim um concerto”.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.