Opinião: “Prémios Bauhaus Europeu 2022”

Posted by

Já aqui escrevi algumas vezes sobre o projecto intitulado Novo Bauhaus Europeu, um projecto ambiental, económico e cultural dinamizado pela Presidente da Comissão Europeu há cerca de dois anos e que tem vindo a mobilizar a comunidade de arquitectos, engenheiros, artistas e muitos outros profissionais das artes e cultura num processo criativo e interdisciplinar.
Hoje volto a escrever sobre o tema dado que acabaram de abrir as candidaturas aos prémios Novo Bauhaus Europeu 2022, prémios estes que serão atribuídos a projecatos e ideias que contribuam para a criação de espaços que aliem simultaneamente beleza, sustentabilidade e inclusão, em quatro categorias: restabelecer a ligação com a natureza; recuperar um sentimento de pertença; Dar prioridade aos lugares e às pessoas mais necessitadas; promover uma reflexão de longo prazo centrada no ciclo de vida e integrada no ecossistema industrial.
No ano passado foram recebidas mais de 2.000 candidaturas de todos os Estados-Membros, tendo sido selecionados 60 projectos por um júri independente composto por 80 parceiros oficiais, oriundos de todos os cantos da Europa e de diversos setores. Este ano, além dos 16 prémios atribuídos pelo júri, outros dois projectos serão selecionados pelo público, sendo que cada vencedor receberá um prémio no valor de trinta mil euros.
Paralelamente, e conforme aqui já referido, existem ainda outras tipologias de apoio e financiamento do Bauhaus Europeu ( 85 mil milhões de Euros) para financiar projectos mais robustos e já implementados no terreno. Assim, quer sejam ideias ainda embrionárias, transformações dinamizadas por jovens ou grandes empreendimentos já em curso, é um facto que o Novo Bauhaus Europeu tem vindo a impulsionar a intersecção das artes e da cultura, promovendo o meio ambiente e a sustentabilidade dos nossos recursos.

Pode ler a opinião de Luís Viegas Cardoso, que reside em Bruxelas, na Bélgica, na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.