Figueira da Foz: Renata Oliveira é a única maestrina de filarmónica do concelho

Posted by

FOTO DR

No concelho da Figueira da Foz existem nove filarmónicas, mas apenas uma toca sob a batuta de uma mulher. É a banda da Sociedade Artística Musical Carvalhense, na freguesia de Lavos, fundada em 30 de maio de 1887, que tem Renata Oliveira, de 31 anos, como maestrina, a primeira e única no território figueirense. Dirige um conjunto de cerca de meia centena de músicos, de várias idades, desde 2015, com um ano de interregno. Durante este período de ausência, foi o marido, Tiago Oliveira, que assumiu o papel de maestro.
Quando iniciou funções na banda de Carvalhais de Lavos, Renata Oliveira foi bem recebida. “Da parte dos músicos, não senti nenhuma reação específica pelo facto de terem uma maestrina. Lembro-me de, nas primeiras vezes que apareci à frente da banda em público, especialmente nas procissões, algumas pessoas fazerem comentários positivos, principalmente as senhoras. Desde o início, para mim, a questão de género nunca foi assunto”, contou a maestrina ao DIÁRIO AS BEIRAS.

Notícia completa nas edições impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.