Comissão de Gestão Integrada de Fogos Rurais do Centro prepara Programa de Ação

Posted by

DR

A Comissão Regional de Gestão Integrada de Fogos Rurais do Centro começou a preparar o seu Programa Regional de Ação, anunciou hoje a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

Segundo a CCDRC, que preside à Comissão Regional de Gestão Integrada de Fogos Rurais do Centro, esta entidade “fez a primeira reunião técnica para recolher os contributos para o Programa de Ação”.

“As comissões regionais de Gestão Integrada de Fogos Rurais foram criadas pelo novo Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais (SGIFR), em outubro de 2021, que define um modelo de articulação horizontal de todas as entidades participantes na prevenção estrutural, nos sistemas de autoproteção de pessoas e infraestruturas, nos mecanismos de apoio à decisão, no dispositivo de combate aos incêndios rurais e na recuperação de áreas ardidas”, lembra a CCDRC em comunicado hoje enviado à agência Lusa.

De acordo com a nota, este novo regime “prevê também macropolíticas e orientações estratégicas para a redução do perigo e alteração de comportamentos dos proprietários, utilizadores e beneficiários diretos e indiretos do território rural”.

A Comissão Regional de Gestão Integrada de Fogos Rurais do Centro integra os principais atores da região Centro para o setor.

Fazem parte da referida comissão, para além da CCDRC, a Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais, o Estado-Maior-General das Forças Armadas, os comandos territoriais da GNR, o Comando Nacional e os comandos distritais da PSP, o Comando Regional do Centro da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, a Liga dos Bombeiros Portugueses, as direções Nacional e Centro da Polícia Judiciária e a Direção Regional do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

A Comissão Regional de Gestão Integrada de Fogos Rurais do Centro envolve, ainda, a Infraestruturas de Portugal, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes, a Direção Regional da Agricultura e Pescas, a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, todas as comunidades intermunicipais da região Centro, a Federação Nacional das Cooperativas de Produtores Florestais, a Federação Nacional de Baldios, a Redes Energéticas Nacionais, a E-REDES, a EDP-Energias de Portugal, a Agência Portuguesa do Ambiente, a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares e a Organização de Produtores Florestais.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.