Santana Lopes define o ensino superior na cidade como prioridade para 2022

Posted by

“Arquivo-Pedro Agostinho Cruz”

O presidente da Câmara da Figueira da Foz, Pedro Santana Lopes, definiu a instalação de um polo de ensino superior na cidade como a principal prioridade para 2022. O autarca, em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, adiantou ainda que suspendeu as obras na rua Direita de Quiaios, que “não vão continuar nos termos em que estavam previstas”. Por outro lado, afirmou que tem dúvidas se deve dar continuidade à requalificação da frente marítima de Buarcos e da Baixa figueirense.
Pedro Santana Lopes acrescentou que o próximo ano deverá ser de “clarificação” para diversos dossiês que herdou do anterior executivo, apontando, por exemplo, a expansão da Zona Industrial e o areal urbano. “Há uma série de assuntos… Não gosto de perder tempo, os mandatos passam muito depressa. Portanto, em 2022, se Deus quiser, os figueirenses já verão vários resultados do trabalho que estamos a fazer”, adiantou o autarca.
Todavia, Pedro Santana Lopes destacou um assunto que deverá marcar a sua gestão autárquica em 2022. “[É um desiderato] termos uma polo universitário a funcionar aqui como deve ser. É difícil, mas vou fazer tudo para ser possível começar já no próximo ano letivo”, afiançou. Entretanto, decorrem conversações entre o presidente da câmara e a reitoria da Universidade de Coimbra.

 

Notícia completa na edição impressa e digital do DIÁRIO AS BEIRAS de 31/12/2021

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.