Opinião – Qual deve ser a principal prioridade do executivo camarário da Figueira da Foz?

Posted by

Não há dúvida de que há muito para ser feito nesta cidade e no concelho. O estabelecimento de prioridades e a primeira de entre elas, é a única forma de “caminhar”. Em minha opinião, partilhada por muitos conterrâneos, olhar por onde caminhamos, (sem aspas) afigura-se-me mais do que urgente. Sabemos como foi infeliz o processo das obras no anterior mandato autárquico. Pouco ou nada correu bem e não mereceu críticas justificadas. E se o propósito era melhorar a mobilidade, falhou redondamente.
Não tenho dúvidas de que muito ficou aquém do que terá sido pretendido e muitas artérias da cidade continuam uma autêntica desgraça. Um perigo para quem as atravessa, tantos são os buracos e as “barrigas” no asfalto. Para os automóveis, um atentado às suas suspensões e até pneumáticos. E não só vias com menos movimento que estão afectadas por estas “maleitas”.
Atente-se, a título de exemplo, a tão procurada Rua 10 de Agosto. Uma lástima a que urge dar resposta condigna de imediato. Outra urgência é a implantação de passeios ou áreas delimitadas por pins, que protejam eficazmente os peões. Esta última questão tem particular relevância nas freguesias não urbanas, onde os transeuntes têm obrigatoriamente de caminhar pela via. Em relação ao estado dos pisos, aqui tão mal estamos como na cidade. Estas serão questões a resolver em primeira instância.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.