Ocupação de camas covid nas unidades de cuidados intensivos na Região Centro a 109%

Com 37 doentes em cuidados intensivos, o Centro é a região que apresenta maior ocupação de unidades de cuidados intensivos (UCI). A região está já com 109% do nível de alerta de 34 camas.

O número de pessoas em UCI é de 36, menos uma que anteriormente. Dos 36 doentes na UCI, 24 ventilados. O número aumentou em uma pessoa.

O número de internados Covid-19 na enfermaria é de é 186 doentes em enfermaria, menos três que o último boletim clínico enviado pela Administração Regional da Saúde do Centro.

Registaram-se 22 altas em enfermaria e 5 em UCI, verificou-se 1 óbito por Covid-19 em meio hospitalar (CHTV) e 20 admissões hospitalares por Covid-19.

O nível de alerta definido corresponde a 75% do número de camas disponíveis para doentes de covid-19 em medicina intensiva para Portugal continental. O Algarve (78%) e o Norte (69%) são outras regiões com maior taxa de utilização de camas nas Unidades de Medicina Intensiva para o covid-19.

O agravamento da pandemia deverá provocar maior pressão sobre o sistema de saúde e a mortalidade, alertam as “linhas vermelhas”. “É provável um aumento de pressão sobre todo o sistema de saúde e na mortalidade. A sua magnitude é ainda incerta, mas resultará do rápido aumento do número de casos e será condicionada também pela provável menor gravidade da infeção pela variante Ómicron e pelo efeito protetor da vacinação, em especial da dose de reforço”, refere a análise de risco da pandemia.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.